Grêmio Recreativo Escola de Samba Corações Unidos do Amarelinho

É hora de levantar a poeira / Hoje eu vou me divertir / De amarelo, azul e branco / O Amarelinho vem aí

Sou azul e branco / Amarelo e sou feliz / Meu Corações Unidos / É de fato minha raiz

Bandeira_do_GRES_Corações_Unidos_do_Amarelinho

Fundação: 18/02/1992 (25 anos)

Cores: Amarelo Ouro, Azul Pavão e Branco

Símbolo(s): Dois Corações com Pombos Dentro

Bairro: Irajá

Sede/Quadra: Av. Brasil, 18.476. Irajá, Rio de Janeiro, RJ

Barracão: Av. Brasil, 18.476. Irajá, Rio de Janeiro, RJ

Presidente: Marco Antônio da Silva

Presidente de Honra:

Vice-Presidente:

Escola Madrinha: Inocentes de Belford Roxo

Bateria: Furiosa do Amarelinho

GRES AMARELINHO

História: O G. R. E. S. Corações Unidos do Amarelinho é uma escola de samba da Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro.

Após sua trajetória como bloco de enredo, que lhe rendeu dois campeonatos pelo Grupo 3 – 1998 e 2002 – e um do Grupo 2 – 2004 – da Federação de Blocos, em 2005, a entidade decidiu virar escola de samba. Fez seu teste no Carnaval seguinte, sendo aprovada na avaliação da AESCRJ. Assim, passou a integrar o Grupo de Acesso E em 2006. Nesse ano a escola chegou ao vice-campeonato.

Foi campeã do Grupo D no Carnaval de 2007, apresentando o enredo “Isto aqui, ô ô… É um pouquinho do Brasil, iá iá…

Em 2008, alcançou a 3ª colocação no Grupo C, o que lhe garantiu o direito de desfilar no Grupo B, na Marquês de Sapucaí, no carnaval de 2009.

Na sua estreia na Sapucaí, a escola do Irajá mostrou o enredo O grito de amor e rebeldia de uma pátria livre, de autoria do carnavalesco Humberto Abrantes. O enredo falava sobre a história do Hino Nacional Brasileiro, e sua sinopse também fazia referências a versões anteriores e alternativas da canção. Terminando na 13ª colocação (última), acabou sendo uma das três rebaixadas para 2010.

No seu retorno a Intendente, a escola homenageou o radialista Fernando Ribeiro com o enredo “Fernando Ribeiro, grande brasileiro irreverente e brincalhão, que faz o povo sorrir. Vocês viram o Cabeção por aí?”. O homenageado ajudou no grito de guerra e desfilou junto com a escola. Apesar do desfile que levantou o público, a escola terminou na 10ª colocação, permanecendo no mesmo grupo, para 2011.

Depois do carnaval de 2015, fundiu-se com a vizinha Favo de Acari originando a Corações Unidos do Acari. Esta união durou apenas um carnaval.

A escola retornou as suas atividades no carnaval em 2017, sendo a 3ª colocada na Série E, apresentando o enredo “Nas histórias dos antigos carnavais da vovó, vista sua fantasia e caia na folia“, ascendendo para a Série D em 2018.

Fontes: Samba na Intendente e Wikipédia

 

 

Carnaval 2018

Grupo: Série D

Ordem de Desfile: 1ª Escola a desfilar no Domingo de Carnaval, dia 11/02/2018, na Estrada Intendente Magalhães, Campinho/RJ.

Enredo: “ETNIA TERENA: A TRIBO QUE CORAÇÕES UNIDOS SE ENCANTOU E HOJE VEM CONTAR SUA TRAJETÓRIA E SEUS PROGRESSOS”

19702191_497642297241643_4342090784331089198_n

Logo: Divulgada

Sinopse: Divulgada

https://sambanaintendente.blog/2017/07/30/confira-a-sinopse-do-amarelinho/

Carnavalescos: Comissão de Carnaval, formada por Kátia Santos, Luciana Silva e Antônio Carlos “Fogueira”

Diretor de Carnaval:

Diretor de Harmonia:

1º Casal de MS e PB: Carlos Augusto e Gislaine Lima

2º Casal de MS e PB:

Coreógrafo da Comissão de Frente: Adilson Lourenço

Coordenador da Ala de Passistas:

Diretora da Ala das Baianas:

Diretor da Velha Guarda:

Presidente da Ala de Compositores:

Diretor de Bateria: Mestre Jobinha Pereira

Rainha de Bateria: Amanda Gemaque

Musa:

Assessoria de Imprensa:

Diretor de Barracão:

Autores do Samba-Enredo:

Intérprete: Diogo Samuel

Samba-Enredo: