Nove obras participarão do concurso de samba-enredo da Tradição

Publicado por

Conheça os 9 sambas inscritos letras e áudios

A Tradição recebeu na noite da última quinta-feira, dia 17 de outubro, nove obras que participarão do concurso de samba-enredo que escolherá o hino oficial do enredo “Mãe Gentil, seus filhos clamam por ti”, que será desenvolvido pelo carnavalesco Adenil Silva. A presidente Raphaela Nascimento agradeceu a presença dos compositores que participarão do concurso, salientando que será escolhido o samba que melhor representará o enredo da Tradição para o Carnaval 2020.

As parcerias deverão preparar seus intérpretes e torcida para a próxima sexta-feira, dia 25 de outubro, onde apresentarão os sambas concorrentes a partir das 20 horas, na quadra da agremiação. De acordo com o regulamento do concurso, será realizado sorteio de apresentação, em horário a ser definido, junto com a direção da ala de compositores da escola. Na ocasião, haverá apresentação dos sambas com a primeira eliminatória, equipe para o Carnaval 2020, bateria Explosão de Elite acompanhada de mestre Beto Peçanha, intérprete Celino Dias e segmentos da azul e branco, além da coroação da rainha Danii Moraes.

Na segunda apresentação marcada para o dia 30 de outubro, com início previsto para às 20 horas, será realizada a segunda eliminatória de samba-enredo, bem como dia 6 de novembro do mesmo mês, a semifinal. A grande final será no dia 14 de novembro, às 20 horas. A escolha do samba será feita por um corpo de jurados definido pela direção da escola.

As apresentações acontecerão na quadra da agremiação, na Estrada Intendente Magalhães, 160, Campinho. Após o término das apresentações, serão divulgados os sambas classificados para a próxima etapa.

A Tradição será a quinta escola a desfilar pela Série B no Carnaval de 2019, na terça-feira de folia, na Estrada Intendente Magalhães, pela Livres.

Parcerias inscritas o concurso de samba-enredo da Tradição:

– SAMBA 01 – Alexandre Valle, Paulo Bispo, Pixulé, Genésio Gegê, João Affonso, Luiz Carlos D’Avenida, Valtinho Cezarão e Carlinhos Ousadia;

– SAMBA 02 – Igor Leal, Bruno Serrinho, Guto Listo, Rodrigo Medeiros, Fábio Braga, Jaílton Russo, Pestana e Rodrigo Ponte;

– SAMBA 03 – Dedinho, Professor Júlio Neves, Matias e Deodonio Neto;

– SAMBA 04 – Robinho, Lício Pádua, Fernando Sapê, Alexandre Araújo. Aurélio e Fábio;

– SAMBA 05 – Ailson Picanço, Guga Martins, Clairton Fonseca, Professor Zé Ricardo, Passos Jr., Felipe Paixão e Leandro Gaúcho;

– SAMBA 06 – Sil Marujo, Rafael Prates, Wandré Moreno, Dinho PQD, João Tracaia, Wellington Alves e Flávio Climagia;

– SAMBA 07 – André Kaballa (In Memoriam), Marcio de Deus, Orlando Ambrósio, Serginho Rocco, Gilmar L. Silva, JB D’Souza, Renan Diniz, Michel do Alto e Leandro Maninho;

– SAMBA 08 – Gustavo Dias, Gabriel Sorriso, Andreia Araújo e Antônio Gonzaga;

– SAMBA 09 – Rodrigo Rosado.

LETRAS DOS SAMBAS DA TRADIÇÃO

SAMBA 01

AUTORES: Alexandre Valle, Paulo Bispo, Pixulé, Genésio Gegê, João Affonso, Luiz Carlos D’Avenida, Valtinho Cezarão e Carlinhos Ousadia

INTÉRPRETES: Pixulé

OH, PAI, OLHAI PELO BRASIL! / ONDE ESTÁ A “MÃE GENTIL”

QUE NOS ABANDONOU / DESDE O INÍCIO DA INVASÃO?

NO “DESCOBRIMENTO”, PRA HISTÓRIA, / NOS ENVIARAM A ESCÓRIA

PARA POVOAR O NOSSO CHÃO / FINCANDO A BANDEIRA DA CORRUPÇÃO

AO DEUS TUPÃ NÃO PUDE MAIS CLAMAR / DISFARCEI O CULTO AOS MEUS ORIXÁS…

VI NOSSO OURO SER LEVADO PRA ALÉM-MAR / COMO EU SOFRI, NÃO SOFREREI JAMAIS

AINDA ECOA O SOM DA CHIBATA / TEM ÍNDIO PERDENDO A MATA

A “SENZALA” NUNCA ACABOU / A “CASA GRANDE” DA NOVA NOBREZA

TRIPUDIA DA POBREZA QUE AO NEGRO RELEGOU.

ÔÔÔÔÔ, “MÃE GENTIL”… / A ESPERANÇA AINDA RESISTE NO BRASIL.

“VERÁS QUE UM FILHO SEU NÃO FOGE À LUTA”.

SE O PASSADO NÃO MUDA. / FAREI DO FUTURO UM NOVO FINAL

SEM MISÉRIA E GANÂNCIA / SÓ JUSTIÇA E IGUALDADE

INTOLERÂNCIA NÃO RIMA COM FRATERNIDADE

O “SOL DA LIBERDADE”, HÁ DE RAIAR / UM NOVO PAÍS VAI NASCER

CANTA, TRADIÇÃO, NAS ASAS DO CONDOR / VAI CHEGAR UM NOVO AMANHECER!

SAMBA 2

AUTORES: Igor Leal, Bruno Serrinho, Guto Listo, Rodrigo Medeiros, Fábio Braga, Jaílton Russo, Pestana e Rodrigo Ponte

INTÉRPRETES: Émerson Dias e Flavinho Bento

EU SOU ÔÔÔÔ / O GRITO QUE VÊM DAS FLORESTAS

AXÉ QUE VEIO DAS SENZALAS / UM BRADO CONTRA O INVASOR, O OPRESSOR…

SERÁ, QUE SOMOS MESMO A VOZ DE DEUS?

CLAMANDO POR DIGNIDADE, PAZ, JUSTIÇA E IGUALDADE / NAS TERRAS DA TAL PÁTRIA MÃE GENTIL

ESSE ESPELHO NÃO REFLETE MEU BRASIL

VAMOS LUTAR FEITO MALÊS / ACREDITAR IGUAL ZUMBI

SE LIBERTAR DAS VELHAS CORRENTES / PLANTAR SEMENTES DE ESPERANÇAS POR AQUI

DESEJO SER! / MAIS PINDORAMA, MENOS VERA CRUZ

E ESCREVER O AMANHÃ EM NOTAS MUSICAIS / NUM MUTIRÃO DE LUZ ILUMINAR NOSSOS GURIS

NUMA CANÇÃO BRASIL, O MUNDO ENTÃO VERÁ… / VERAZ QUE UM FILHO TEU NÃO NASCE NO LIXÃO

NEM SE ALIMENTA DE CORRUPÇÃO / VAI MEU CONDOR E MOSTRA A FORÇA DE UMA NAÇÃO

NA GINGA, NA RAÇA… / CANTANDO UM SAMBA DE LIBERTAÇÃO

VEM PRA RUA DE CARA PINTADA, / SORRISO NO ROSTO E BANDEIRA NA MÃO

VEM QUE JUNTOS NÓS SOMOS MAIS FORTES / ERGUENDO O FUTURO COM A TRADIÇÃO

SAMBA 03

AUTORES: Dedinho, Professor Júlio Neves, Matias e Deodonio Neto

INTÉRPRETES: Rogério Santos, Léo Beré e Larissa

Sou mais um elo de esperança / De um Brasil plural, verde e amarelo

Que sonha, nunca se cansa / Em ver um novo dia florescer

Nas mãos calejadas as marcas da labuta / Na face suada as marcas do destino

Acorrentado nas mazelas sociais / Discriminado pelos olhos da ambição

Segregado pela fome do poder / Ganância e discriminação

Pra que tanto ódio? Oh meu pai / Preciso de amor e de paz

Nossa pátria amada anda por um triz / Eu só quero é ser feliz

Ordem, progresso e dignidade / Passa o tempo e a gente não vê

São palavras que o vento levou / Na cara da democracia impera a tal demagogia

Depois da tempestade a bonança / Nossos olhos hão-de ver

Estrelas vão brilhar, o sol vai se abrir / Um novo amanhã no nosso país

A fé que move montanhas nos faz vencer / A luta não pode parar, levanta cabeça abre o coração

O povo é livre, se somos livres, Isto sim é a Tradição

Oh mãe gentil / Seus filhos clamam / Por justiça e liberdade

Se no dia a dia choram / Hoje cobram igualdade

SAMBA 4

AUTORES: Robinho, Lício Pádua, Fernando Sapê, Alexandre Araújo, Aurélio e Fábio

INTÉRPRETES: Niu Souza

Voa meu condor nessa Avenida / Rompe as correntes do passado

O índio disse amém sem ter saída / É triste ver o negro escravizado

Vá em busca de respeito / Pois é direito liberdade pra sonhar, mas…

Não há mal que sempre dure / Que a tristeza não perdure / Ainda é tempo de plantar

Se a minha sede eu saciar? / Olhando a fome de um irmão

De nada vai adiantar / Comer do pão

As dores no peito um dia curar / Cessar o lamento pro vento acalmar

De tempo ao tempo e ele dirá / Que o sangue espalhado irá se estancar

Cadê o meu ouro do azul cor de anil / Favela e asfalto da cor do do Brasil

Brasil!!! / Meu pobre menino perdoe essa gente,

Pro verde esperança nascer novamente / Na pátria amada mãe gentil

É nosso direito viver à igualdade / Sonhar nossos sonhos ter dignidade

Crianças sorrindo e educação / Com grito de alerta chegou a Tradição

SAMBA 5

AUTORES: Ailson Picanço, Guga Martins, Clairton Fonseca, Professor Zé Ricardo, Passos Jr., Felipe Paixão e Leandro Gaúcho

INTÉRPRETES: Wantuir de Oliveira, Edu Chagas e Giovane Melo

Voa… Redescobrir a história / É relembrar a trajetória

Nossa arte sempre foi resistir / Eu vi o sangue da terra derramado

Filho de pena humilhado / Curvado “a procura da luz”

Tumbeiro balança no mar / As lágrimas de Iemanjá / Estala o açoite em Vera Cruz

No luxo a nobreza pra lá / A luta da gente pra cá / Sem terra, sem pão!

Vai trabalhar, É…vai trabalhar / Saco vazio no asfalto / Sem chamar atenção

No meio desse povo matizado / Um é marginalizado, outro pode ser doutor

A sina de quem sempre “paga o pato” / Não entende do riscado

Caro é o “preço do favor” / Por que nossa cruz pesa mais?

Precisamos de paz e esperança

Oh, mãe gentil! / Mátria da diversidade / Traz de volta meu Brasil

Oh, mãe gentil” / Quero mais dignidade / Traz de volta meu Brasil

Onde andará a senhora liberdade? / Qual verdade você escutou?

Tradição no meu samba é vencer a demanda / Ordem e progresso troquei por amor

SAMBA 6

AUTORES: Sil Marujo, Rafael Prates, Wandré Moreno, Dinho PQD, João Tracaia, Wellington Alves e Flávio Climagia

INTÉRPRETES: Maquinhos Art’Samba e Flávio Climagia

VOA… MEU CONDOR ATRAVÉS DO TEMPO PELA COLONIZAÇÃO

O ÍNDIO ENCANTOU-SE COM ESPELHO, / REFLETINDO NO PRESENTE

AS MARCAS DA ESCRAVIDÃO

O OURO… LEVADO NOS PORÕES / DAS CARAVELAS… ZARPOU O PORTUGUÊS

PRIMÍCIAS DE UM REINO TÃO DISTANTE / OS DIAMANTES NA COROA DE UM REI

LIVRAI DE TODO MAL “AMÉM” / CONDUZ A SUA LUZ, DO BEM

A FÉ NUNCA SE CALA / RENOVA A VIDA, ALIMENTA A ALMA

CHEGA… É TRISTE VER A NOBREZA / ESNOBANDO O PÃO NA MESA

ALIMENTO QUE PLANTEI / SEU LIXO, MEU LUXO SEU DOUTOR

SOU O POVO, SOU RAÇA SIM SENHOR / A VOZ DO SILÊNCIO AMORDAÇADO

REFÉM DESSA INTOLERÂNCIA / VOA… ABRE AS ASAS DA ESPERANÇA

NO SORRISO DA CRIANÇA / O SONHO DE UM PAÍS MELHOR

ACORDA MENINO BRASIL / CHEGOU A HORA DE LUTAR / SUA ESTRELA VAI BRILHAR

OH! MÃE GENTIL / SEUS FILHOS CLAMAM AMOR E PAZ / TRISTEZA NUNCA MAIS

ORDEM PROGRESSO FUTURO DA NAÇÃO / ISTO SIM É TRADIÇÃO

SAMBA 7

AUTORES: André Kaballa (In Memoriam), Marcio de Deus, Orlando Ambrósio, Serginho Rocco, Gilmar L. Silva, JB D’Souza, Renan Diniz, Michel do Alto e Leandro Maninho

INTÉRPRETES: Rafael Tinguinha e Lico Monteiro

Oh! Senhora igualdade! / Teus filhos clamam paz e amor

Juntos seremos mais fortes / Voa alto meu condor

Só vale quem tem / É o preço da troca / Nas mãos do poder

Que a massa, oprime, sufoca / Desde o Brasil colonial

Quando caravelas aportaram / Traziam a dor, início do caos

Tenho asas pra voar na história / Vejo o Brasil de hoje / Nos tempos de outrora

O índio luta em defesa do seu chão / Negro sangra nessa falsa libertação

Oh! Pátria amada! / É a ganância que te faz dilacerada

Sou Tradição! / Sou mais um grito em conflito nessa multidão

Que luta sempre em busca de mudança / Pra ver brilhar nos olhos da criança

Um mundo mais igual

SAMBA 08

AUTORES: Gustavo Dias, Gabriel Sorriso, Andréia Araújo e Antônio Gonzaga

INTÉRPRETE: Millena Wainer

Sou eu filho de uma mãe que há muito me esqueceu / Sem teto, sem tribo… largado

Sem terra nas mãos do acaso / Refém do preconceito e da intolerância

Sem seu amor fui excluído / E assim os meus sonhos foram sucumbidos

Sou índio, negro e favelado / Vim de ti, sou o retrato / Do descaso e da amargura

Oh Pátria mãe de encantos mil / Chegou a hora de voltar a ser gentil

Brasil, estenda a sua mão pra sua gente / Que clama e agoniza igualdade

Que tenha condições de ter um pão / Não mude o que é verdade

Nem diminua a minha luta / Se você nunca passou necessidade

Sou um menor abandonado / Tive o sonho roubado por culpa da minha cor

No final fui condenado / Mesmo despedaçado… O sonho não acabou

Mãe é hora de acordar… / Abrace sua gente pra não mais chorar

E verás que teus filhos não fogem da luta jamais

Sou Tradição clamando igualdade / Desperta gigante por dignidade

Avante meu condor livre pra voar / De azul e branco uma voz ecoar

SAMBA 09

AUTOR: Rodrigo Rosado

INTÉRPRETE: Rodrigo Rosado

OH PÁTRIA AMADA MÃE GENTIL

O ÍNDIO ERA O DONO DO BRASIL CATEQUIZADO PELA LEI IMPERIAL

FOI BATIZADO PARA SERVIR A PORTUGAL

OH MEU FILHO O NEGRO CONSTRUIU O AZUL DE ANIL

COM A SUA FORÇA CHORANDO FOI O PAI DESSA NAÇÃO

CRUELDADE AMAZÔNIA RESPIRANDO / MESMO SEM AR PELA MAIS PURA TRAIÇÃO

O VENTO QUE SOPRA AQUI É O MESMO QUE VEIO DE LÁ

RENOVA QUE ISSO TUDO VAI PASSAR

SÃO FELIZES NOBRES ELEGANTES E ESNOBES / TODOS QUE VIERAM DE ALÉM MAR

DO OUTRO LADO O POBRE SEM TERRA E FOME MORRE

TRAZ A SUA LÁGRIMA PARA TE MOSTRAR

NOS GUETOS E FAVELAS NOS BECOS E VIELAS / CONFORME A CRIAÇÃO DESSA AQUARELA…

PAGANDO O PATO RECEBENDO O TROCO / DE UMA HISTÓRIA DE GANÂNCIA E CORRUPÇÃO

UM ANJO VEM TRAZENDO A TRADIÇÃO / MOTIVO DE ESPERANÇA PARA A NOSSA NAÇÃO

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s