Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos da Vila Santa Tereza

Meu orgulho é ser Santa Tereza / Eterna paixão com certeza / Levando a vida em alto astral / De azul e branco vou brincar meu carnaval

Hoje é dia de festa na avenida / Momento de eternizar a nossa glória / Bate forte no meu peito / A pegada que me embala é o coração da nossa escola / O sangue corre na veia, comunidade incendeia / Ao ver a minha bandeira girar / A emoção contagia é um amor pra toda vida / Pode aplaudir / Que a minha escola vai passar / Guerreiros na fé e união / Carrego no peito a certeza / Do azul e branco pulsando no meu coração / Da força que emana do meu pavilhão / Estamos unidos, unidos por vila Santa Tereza

Ela é alegria que envolve meu canto / Ela é santidade que me faz sonhar / Sou Santa Tereza / Meu manto Azul, Ouro e branco / Eu te amo de mais / Vila meu orgulho e minha paz

Bandeira_do_GRES_Unidos_da_Vila_Santa_Tereza

Fundação: 20/12/1956 (60 anos)

Cores: Azul, Branco e Ouro

Símbolo(s): Águia

Bairro: Coelho Neto

Sede/Quadra: Rua Ururaí, 365, Coelho Neto, Rio de Janeiro, RJ

Barracão:

Presidente: Patrícia Drummond

Presidente de Honra:

Vice-Presidente: Rute Maria

Escola Madrinha: Portela

Bateria: Pegada de King

 

 

História: O G. R. E. S. Unidos da Vila Santa Tereza é uma escola de samba da Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro, localizada no sub-bairro da Vila Santa Tereza, entre Coelho Neto e Rocha Miranda. A agremiação abrange os bairros de Honório Gurgel, Coelho Neto e Rocha Miranda

A tradicional escola surgiu de um bloco carnavalesco de Coelho Neto e adjacências (Honório Gurgel, Irajá, Colégio) e, em 1960, transformou-se em escola de samba. Foram seus fundadores: Procópio Caetano, Jordelino Pereira da Rocha, Jorge Ferreira Martins, Sebastião Ferreira Martins, José Domingos Machado, Venâncio Pinheiro, Almir Fernandes, João Pereira Leite, entre outros.

A escola conquistou seu primeiro título no Carnaval de 1982 pelo Grupo 2B (4ª divisão), com o enredo “Ataulfo, Acadêmico, mas Imortal”.

Em 2011, foi campeã do Grupo C (4ª divisão), retornando a desfilar na Marquês de Sapucaí, após 19 anos, pelo Grupo B em 2012.

No Carnaval de 2013, a escola protagonizou um dos episódios mais tristes da era Sapucaí, desfilando com alas e a bateria sem fantasia. De acordo com ritmistas da escola, a fantasia chegou muito tarde à concentração e não não deu tempo para que todos se vestissem. A escola optou por desfilar de roupa comum, ou seja, bermuda e camiseta. As fantasias ficaram largadas na armação. Muitos integrantes estavam sem qualquer adereço. As passistas da agremiação cruzaram a avenida de calcinhas e sutiãs brancos, improvisados na última hora, e muitos homens vestiam apenas bermudas. A ex-BBB Ariadna foi a primeira Rainha da Bateria transexual na Sapucaí. A escola foi a última colocada, sendo rebaixada para o Grupo B em 2014, voltando a desfilar na Estrada Intendente Magalhães em Campinho.

 

 

Carnaval 2018

Grupo: Série C

Ordem de Desfile: 13ª Escola a desfilar na Segunda de Carnaval, dia 12/02/2018, na Estrada Intendente Magalhães, Campinho/RJ.

Enredo:

13096289_815873385226117_1575047865658376392_n

Logo:

Sinopse:

Carnavalesco: Plinio Santtos

Diretor de Carnaval: Comissão de Carnaval formada por Caio Araújo, Wellerson Santos, Allan Alex, Luis Carlos Belmonte e e Gabriel Macedo

Diretor de Harmonia:

1º Casal de MS e PB: Fábio Rodrigues e Giselly Assumpção

2º Casal de MS e PB:

3º Casal de MS e PB: Manuella Nascimento “Manu”

Coreógrafo da Comissão de Frente:

Coordenador da Ala de Passistas:

Diretora da Ala das Baianas:

Diretor da Velha Guarda:

Presidente da Ala de Compositores:

Diretores de Bateria: Mestre Josué Lourenço e Mestre Mi

Outros Diretores de Bateria: Vitor Hugo, Junior Dantas, Gisa Cavalcante, Caroline Araújo, LC Belmonte, Jéferson Luiz, Sidcley Fernandes, Édson Mariano e Paulinho Oliveira

Rainha de Bateria:

Madrinha de Bateria: Keyce Oliveira

Musa:

Assessoria de Imprensa:

Autores do Samba-Enredo:

Intérprete:

Samba-Enredo: