🎤 VOZES DA INTENDENTE

“A minha escola tem amor e tradição, bate no peito e diz… Canta Caprichosos do meu coração!”

Nome: Jonathan Gonçalves de Araújo “Tem-Tem Jr.”

Intérprete Oficial da Caprichosos de Pilares

Profissão: Intérprete

Idade: 25 anos

Escola do Coração: Estação 1ª de Mangueira

20292729_1374516495990372_8775837209533435288_n

1. Como foi o seu início no samba?

Meu início no samba foi por incentivo do meu pai. Meu pai foi cantor na Inocentes de Belford Roxo por 7 anos, onde eu acompanhei ele no carro de som por seis anos, juntamente com Nino do Milênio que foi cantor da escola entre outros. Vem de sangue também por incentivo do meu avô. Meu avô é Dinoel Sampaio autor da Lenda das Sereias do Império Serrano e outros sambas na Em Cima da Hora, Beija-Flor (Há um ponto de luz na imensidão). Meu avô é autor de uns 30 sambas-enredos do Grupo Especial. Meu incentivo surgiu daí, meu pai e meu avô, inspiração, estaria dando seguimento a família.

2. Conte-nos a sua trajetória no Carnaval?

Comecei como compositor na Inocentes de Belford Roxo em 2007, fui campeão em 2007 e em 2008 formei parceria com o Cláudio Russo e outros parceiros, ganhei. 2009 também, 2011 e 2012, daí eu já era carro de som do meu pai na Inocentes. Após, 2012, 2013 e 2014 fiquei fora do carnaval por escolha própria fui morar em Natal. Voltei por convite do Diego Nicolau e do Evando Malandro na Renascer de Jacarepaguá, onde permaneço no carro de som até hoje. Graças a Deus a oportunidade do Diego Nicolau, que é meu padrinho, surgiu a oportunidade de defender sambas-enredos na Mocidade, na Beija-Flor no ano de 2015 em outras escolas. Foi quando me convidaram para ser o cantor oficial do Arame de Ricardo, no Grupo B, em 2017, quando eu tive a possibilidade de ganhar 4 prêmios como melhor intérprete da Intendente e continuo a caminhada devagarzinho respeitando o espaço de todos sem pisar em ninguém, sempre buscando o melhor com muita humildade.

3. Como é para o Cantor/Intérprete quando o samba de sua preferência nas disputas de samba-enredo não é o escolhido?

Ah, esta situação aí é complicada! A gente tem que ser o máximo profissional. Este ano eu tive esta experiência na Caprichosos, o samba que ganhou não era da minha preferência, mas após a escolha você começa a trabalhar ele e aí tu vê que é a cara da escola. Hoje o samba é muito bem visto, graças a Deus! É uma situação complicada no começo, mas depois que escolhe se torna natural, se torna normal. Isso daí acontece em qualquer escola posso te dizer.

4. Além de cantor oficial na escola, você também cantará por outras agremiações em 2018?

Com certeza, esse ano eu desfilo na Caprichosos, por opção minha, graças a Deus tive vários convites de outras agremiações, mas por focar em querer fazer um trabalho natural mais tranquilo sendo que no ano passado eu cantei em umas quatro escolas e às vezes a correria não é muito boa. A “pratinha” é boa que entra no bolso, mas aquilo ali pode te complicar em uma e te fortalecer na outra, então optei em cantar apenas na Caprichosos e na Renascer, na Renascer eu vou para o quarto ano.

5. Você vive de cantar samba? Você compõe também?

Hoje, pode-se dizer que sim, eu vivo sim de cantar samba. Componho também. Sou graças a Deus feliz, campeão de uns 17 sambas-enredos, ganhei quatro anos na Inocentes de Belford Roxo, ganhei ano passado bastante coisa, Abolição, Unidos de Bangu, sou bicampeão na Bangu 2016/2017, Unidos da Vila Santa Tereza, Unidos do Jardim Bangu, entre outros. Compondo a gente também é muito feliz!

6. Qual é o seu ídolo no carnaval (na função)?

Hoje meu ídolo é Zé Paulo. Zé Paulo pra mim é inspiração, é um cara muito centrado no que faz e que passa emoção. É uma cara fora de série, também por causa do timbre de voz, a galera já compara. A gente vem da linha de timbre de voz do Jackson Martins. Eu me considero mais próximo no timbre de voz do Zé Paulo, ele é o cara que eu mais admiro. Além de outros, Diogo Nicolau, além de meu padrinho é um super cantor que já merecia uma vaga no Grupo Especial, Igor Sorriso, Tinga também é mestre, uma galera aí.

7. Algum segredo para manter a voz em dia antes do desfile?

Para manter a voz boa dias antes do desfile água, frutas, pensamento positivo, evitar de falar, se estressar, evitar de estar no barulho, confusão, ficar quietinho esperando o momento. Não tem mistério não.

8. Você tem algum caco? Se positivo de onde veio a inspiração?

Eu tenho o meu grito de guerra “A minha escola tem amor e tradição, bate no peito e diz… Canta Caprichosos do meu coração!”. Acho que esse é o forte do nosso trabalho, do nosso caco. É um grito que pode marcar. Hoje em dia onde eu vou a rapaziada já brinca comigo “escola tem amor e tradição“, eu fico feliz!

9. Fale-nos do samba-enredo da escola para 2018?

Samba maravilhoso, samba muito forte. Caprichosos nunca fez questão de ter um enredo afro e hoje nosso presidente Carlos Leandro junto com a nossa presidente de honra Juliana Leandro optaram pelo enredo Oxum. Samba muito valente, Caprichosos vem bem, vem forte!

10. Qual é o seu maior sonho?

Meu maior sonho é um dia ser bem visto por todos, não ter inimigos no mundo do samba e conquistar o meu espaço aos pouquinhos nas vitórias, mostrar que eu posso também chegar lá, na humildade, sem pisar em ninguém.

11. Deixe-nos uma mensagem para a galera que acompanha o Carnaval da Intendente.

Pra galera eu deixo uma mensagem positiva, muita paz no coração de todos. Um 2018 maravilhoso, de conquistas, muita saúde, muitas vitórias e menos violência, menos traição, mais amor no coração. Abraço, a minha escola tem amor e tradição! kkk

 

Obrigado Tem-Tem Jr. pela participação e ótimo Carnaval!