GRÊMIO RECREATIVO ESCOLA DE SAMBA EM CIMA DA HORA

Sim Cavalcanti, No clima minha Em Cima da Hora!

Com seu manto azul e branco / Olha ela aí / Vem de lá de Cavalcanti / Pra Sapucaí

Vem de lá de Cavalcanti / Lá vem ela / És o amor da primavera / É o samba é o seu altar

De azul e branco / E o manto de Nossa Senhora / Chegou Em Cima da Hora

Pode avisar Cavalcanti chegou…

Bandeira_do_GRES_Em_Cima_da_Hora

Fundação: 15/11/1959 (57 anos)

Cores: Azul-Pavão e Branco

Símbolo(s): Uma Lira com um Relógio

Bairro: Cavalcanti

Sede/Quadra: Rua Zeferino da Costa, 556, Cavalcanti, Rio de Janeiro, RJ

Barracão: Via Binário do Porto, 755, Santo Cristo, Rio de Janeiro, RJ

Presidente Administrativo: Sebastião Ubiratan Fernandes “Birão”

Vice-Presidente Administrativo: Robson do Patrocínio Oliveira “Robinho”

Presidente de Honra: Heitor Fernandes

Escola Madrinha: G. R. E. S. Portela

Bateria: Sintonia de Cavalcanti

em cima

Carnaval 2019

Grupo: Série B

Ordem de Desfile: 9ª Escola a desfilar na Terça-Feira de Carnaval, dia 05/03/2019, na Estrada Intendente Magalhães, Campinho, RJ

39245845_859073624295826_1943526727833616384_n

Enredo: “ORLANDO BAPTISTA, O MENINO E A BOLA”

Logo: Divulgada

Sinopse: Divulgada

https://sambanaintendente.blog/2018/09/04/confira-a-sinopse-da-em-cima-da-hora-2/

Carnavalesco: Rodrigo Almeida

Diretor de Carnaval: Robson do Patrocínio Oliveira “Robinho”

Comissão de Carnaval, formada por: Wando Antunes

Diretor de Barracão:

Diretora de Harmonia: Alessandra Henrique

1º Casal de MS e PB: David Sabiá e Jacke Gomes

2º Casal de MS e PB:

Coreógrafo da Comissão de Frente: Arthur Rozas

Coordenadores da Ala de Passistas: Allan Oliver, Dara Oliveira e Vitor Duarte Perrota

Diretora da Ala das Baianas: Sidnea de Freitas

Diretores da Velha Guarda: Hélio, Tuca e Dona Cleonice

Presidente da Ala de Compositores: Serginho Rocco

Presidente da Bateria: Wando Antunes

Diretor de Bateria: Mestre Wanderson Ribeiro

Rainha de Bateria: Juliana Marinho

Coordenadores da Ala de Passistas: Allan Oliver

Musa(s): Dara Oliveira e Natasha

Muso: Vitor Duarte Perrota

Assessoria de Imprensa: Mika Oliveira

Autores do Samba-Enredo: Seginho Rocco, André Kaballa, Gilmar L. Silva, Orlando Ambrósio, Washington Mota, Michel do Alto, Márcio de Deus, Tinga, Renan Diniz, Lico Monteiro, Thiago Sousa, Luizinho das Camisas

Intérpretes: Maderson Carvalho e Igor Pitta

Samba-Enredo: Definido

SOPRA O VENTO / PELOS OCEANOS NAVEGAR… TANTO MAR!

CAMINHO PARA AS “ÍNDIAS” ENCONTRAR

“ALMIRANTE” DOS MARES, TANTAS TERRAS, LUGARES

“CRUZ DE MALTA” A TREMULAR / SONHAVA O MENINO, CUMPRIR SEU DESTINO

SER “VASCO DA GAMA”, TUA SINA É LUTAR / NESSE MUNDO AVENTURAR

SONHA MENINO SONHA EM SER UM CONQUISTADOR

DE TANTO SONHAR MENINO TEU SONHO REALIZOU

LÁ NO ALTO DA PEDREIRA… KAÔ!

MORA A JUSTIÇA VERDADEIRA, DE SEU PAI “XANGÔ”

UM “RAIO” CLAREIA PRA ILUMINAR TEU CAMINHAR

FOI RETRATANDO AS EMOÇÕES DE CADA UM DE NÓS

COM “SUA VOZ” PRESENTE EM TANTOS “MUNDIAIS”

APAIXONADO PELOS “GRAMADOS” / “URUBU REI”, SEUS “ETERNOS RIVAIS”

VOA COM A “ÁGUIA ALTANEIRA” / CANTA CAVALCANTE COM EMOÇÃO

VEM DA ARQUIBANCADA O GRITO DE “CAMPEÃO!”

EM CIMA DA HORA O POVO TE ABRAÇA / ORLANDO BAPTISTA UM SAMBA DE AMOR

MESTRE DOS MESTRES, O NOSSO LOCUTOR! / QUE A “RÁDIO” ETERNIZOU

 

História: O G. R. E. S. Em Cima da Hora é uma escola de samba da Zona Norte do Rio de Janeiro.

Dois dos fundadores, Leleco e Baianinho, antes de morarem em Cavalcanti, foram crianças no Catumbi, onde existia um bloco com o nome “Em Cima da Hora” (um dos primeiros do Rio de Janeiro). Quando rapazes após fundarem com outros moradores em Cavalcanti o bloco que inicialmente era conhecido como “Bloco do Leleco”, nas cores verde e branco, resolveram dar o nome de Em Cima da Hora em homenagem àquela agremiação já extinta.

Outra versão sobre o nome da escola é que nasceu de um bloco carnavalesco de Cavalcanti. Na reunião não se chegava a um acordo quanto ao nome, a discussão já se estendia pela madrugada, eram 3 horas da manhã quando um dos participantes exclamou: “tenho que me retirar, está em cima da hora”. Dessa forma surgiram o nome e o símbolo da escola um relógio marcando 3 horas.

De qualquer forma, a história da Em Cima da Hora começa em 15 de novembro de 1959, quando foi batizada pela co-irmã Portela, adotando as cores azul e branco.  Seu símbolo é um relógio marcando 3 horas com uma Lira ao fundo.

A escola estreou no carnaval oficial em 1962, com o enredo “Independência do Brasil“, obtendo a 16ª colocação no Grupo 3.

A escola do subúrbio de Cavalcanti, que fica próximo a Cascadura e Inhaúma, fez uma trajetória bonita no carnaval carioca, já tendo figurado no grupo principal 7 vezes. Pertence também a escola, o famoso compositor Baianinho, eleito Cidadão do Samba e autor de inúmeros sucessos da MPB e João Severino, sambista dirigente que presidiu a agremiação durante anos, bem como durante muitos anos, a ela pertenceu o jornalista e vereador Sérgio Cabral.

Numa dessas vezes em que desfilou no grupo principal cantou um dos melhores sambas enredos de todos os tempos – OS SERTÕES, de Edeor de Paula. Paradoxalmente, em 1976, no Grupo 1, a escola foi desclassificada. Entre seus mais conhecidos admiradores podemos destacar: além do já citado jornalista Sérgio Cabral, o carnavalesco Fernando Pamplona, os dançarinos Carlinhos de Jesus e Luiz Klebb, o Deputado Sérgio Cabral Filho e o antigo presidente da AESCRJ, Ney Roriz, que foi Carnavalesco e Presidente de Honra da escola. É uma das escolas mais querida pela imprensa especializada em carnaval e também pela intelectualidade carioca. Dentre seus inúmeros troféus constam nada mais nada menos que CINCO “Estandartes de Ouro”, lembremos:

Melhor Samba-Enredo – Os Sertões – Edeor de Paula
Melhor Samba-Enredo – O Saber Poética da Literatura de Cordel – Baianinho
Melhor Samba-Enredo – 33 Destino Pedro II – Guará e Jorginho das Rosas
Melhor Passista Masculino – Carlinhos de Jesus
Melhor Ala das Crianças – Coordenada pela saudosa Dona Didi

Fontes: Reprodução do Site da AESCRJ, Wikipédia e Samba na Intendente

Ficha Técnica de 2018: https://sambanaintendente.blog/2017/06/04/serie-b-em-cima-da-hora-5a/