GRÊMIO RECREATIVO BLOCO CARNAVALESCO IMPÉRIO DO GRAMACHO

ENREDO: IMPÉRIO NO CAMINHO DO OURO

SINOPSE:

O IMPÉRIO DO GRAMACHO RADIANTE DE ALEGRIA RETORNA AO PASSADO NO TEMPO DO BRASIL COLONIAL ATÉ OS DIAS ATUAIS AO CAMINHO MAIS RICO DO BRASIL ASSIM ERA CHAMADA “A ESTRADA REAL” QUE LIGAVA O RIO DE JANEIRO A MINAS GERAIS… (SÉCULO XVIII).

TANTO O CAMINHO VELHO (POR PARATI) COMO O CAMINHO NOVO PELA SERRA DA ESTRELA ENCONTRAVAM-SE EM DIAMANTINA (MG) E IA ATÉ OURO PRETO (MG).

D. PEDRO II POR VÁRIAS VEZES PASSOU PELO CAMINHO NOVO COM A FAMÍLIA E SUA CORTE POIS HAVIA CONSTRUÍDO UMA CASA DE VERANEIO NA SERRA, ONDE HAVIA A FERROVIA MAUÁ – PETRÓPOLIS.

NOSSA CIDADE DUQUE DE CAXIAS TAMBÉM FEZ PARTE DESTA HISTÓRIA PORQUE A ANTIGA RIO-PETRÓPOLIS, HOJE PRESIDENTE KENNEDY, DAVA ACESSO A UM DESSES CAMINHO QUE ERAM ARBORIZADOS E TINHAM EM SUAS MARGENS MUITAS IGREJAS COMO A DO PILAR CONSTRUÍDA EM 1612, UM DOS PORTOS DE ESCOAMENTO DO OURO ATRAVÉS DE SEUS RIOS ATÉ A BAÍA DA GUANABARA DE ONDE SEGUIA PARA BAHIA E DE LÁ PARA PORTUGAL ATRAVÉS DO MAR…

APÓS A ESCASSEZ DO OURO ADORNAVAM OS CAMINHOS DA ESTRADA REAL VÁRIAS FAZENDAS ONDE SE CULTIVAVAM CANA-DE-AÇÚCAR, SEU CULTIVO NÃO PROSPEROU DEVIDO A TERRA MUITO ÚMIDA, LARANJEIRAS, AIPIM (PARA FAZER FARINHA), ATÉ O CAFÉ EM 1822 ENTRE OUTROS…

HISTÓRIAS ESCRITAS POR VALENTES TROPEIROS E ESCRAVOS QUE DESBRAVAVAM MATAS, RIOS, CASCATAS DEIXANDO O SUOR ROLAR DAS MINAS ATÉ O MAR NO PURO BALANÇO DE CARROÇAS E EMBARCAÇÕES. HISTÓRIAS DESTA TERRA COMO A DE UM GRANDE DRAGÃO QUE HABITAVA AS ÁGUAS DA GUANABARA E SEUS AFLUENTES…

HISTÓRIAS DE LUIS ALVES DE LIMA E SILVA QUE FOI BATIZADO NA IGREJA NOSSA SENHORA DA PIEDADE DE IAMORIM (1677) QUE FICAVA AS MARGENS DO CAMINHO NOVO, TERRA NATAL DO NOSSO PATRONO DA CIDADE “DUQUE DE CAXIAS”, FILHO DESSE CHÃO QUE TRILHOU ESSES CAMINHOS.

EM 1911 PELA ESTRADA DE FERRO LEOPOLDINA, MULTIPLICAVAM-SE AS VIAGENS BEM COMO O NÚMERO DE PASSAGEIROS EM GRAMACHO, SÃO BENTO, ACTURA (CAMPOS ELISEOS), PRIMAVERA E SARACURUNA.

HISTÓRIA QUE APÓS A PRINCESA ISABEL ASSINAR A ABOLIÇÃO DA ESCRAVATURA MUITAS FAZENDAS FALIRAM DEVIDO A FALTA DE MÃO DE OBRA ESCRAVA.

POR ESSES CAMINHOS OUVI HISTÓRIAS QUE HOUVE UMA GRANDE SECA NA ANTIGA GUANABARA E O TREM VINHA EM NOSSA TERRA PARA ABASTECER A POPULAÇÃO CARIOCA…

AGORA DO CAMINHO REAL SÓ RESTAM RUÍNAS, DO PORTO ESTRELA, DA CALÇADA DE PEDRAS, O CAMINHO DOS ESCRAVOS, A IGREJA DO PILAR (PATRIMÔNIO NACIONAL), DA FERROVIA MAUÁ- PETRÓPOLIS E ALGUMAS IGREJAS E FAZENDAS NO PERCURSO DO CAMINHO. VÁRIOS HISTORIADORES CONTINUAM NA LUTA PARA PRESERVAR O PATRIMÔNIO PORQUE UM POVO NÃO EXISTE SEM CULTURA E SEM HISTÓRIA.

EMBARQUE NESSE TREM VAI SUBIR A SERRA EM BUSCA DE OURO, TRAZENDO ALIMENTOS, TRAZENDO OS SONHOS, TRAZENDO ESPERANÇA, TRAZENDO O PROGRESSO, VEM DA TERRA DO BARROCO, VEM DAS MINAS GERAIS.

HOJE BROTAM INDUSTRIAS, REFINARIAS DE PETRÓLEO, NESSA TERRA DE MALANDROS, DE BAMBAS DE SAMBA, POR ESSAS TERRAS PASSARAM O HOMEM DA CAPA PRETA (TENÓRIO), JOÃOZINHO DA GOMÉIA FILHO DE IANSÃ QUE FOI A PERSONALIDADE QUE SERIA O COMBUSTÍVEL PARA A TAL MUDANÇA, SERIA ELE O GRANDE RESPONSÁVEL PELA POPULARIZAÇÃO DA RELIGIÃO NO BRASIL E FICOU CONHECIDO COMO “REI DO CANDOMBLÉ”.

SOU CAXIAS, SOU IMPÉRIO NO CAMINHO DA RIQUEZA E DO PROGRESSO, VENHO EM BUSCA DO OURO, VENHO EM BUSCA DE PAZ, AMOR E LIBERDADE, CAMINHO LADO A LADO COM A ESPERANÇA, SER FELIZ HOJE É MEU SONHO NA FELIZ-CIDADE.

“CAXIENSE POVO GUERREIRO, TRABALHADOR, POVO DE FÉ, POVO DE LUTA, POVO QUE TEM O NOME GRAVADO NA HISTÓRIA.

DEFESA DE QUESITO:

O IMPÉRIO DO GRAMACHO RETORNA AO PASSADO PARA CONTAR A HISTÓRIA DA ESTRADA REAL (O CAMINHO MAIS RICO DO BRASIL), DESDE A ERA DO OURO NAS MINAS GERAIS ATÉ OS DIAS DE HOJE E NESSE PASSEIO HOMENAGEIA ALGUNS DE SEUS NOTÁVEIS FILHOS DA TERRA (D. CAXIAS) DANDO UM ALERTA QUE PRECISAMOS PRESERVAR NOSSO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E NOSSA CULTURA.

“POVO SEM HISTÓRIA, POVO SEM MEMÓRIA”

EMILIO REIS DA SILVA ROMUALDO PRESIDENTE ADMINISTRATIVO

VICE-PRESIDENTE: ZENILDA NASCIMENTO

JOSÉ MÁRCIO SILVA ROMUALDO CARNAVALESCO