Grêmio Recreativo Escola de Samba Independente da Praça da Bandeira

Sou Independente, nasci aqui / Amo São João de Meriti

Independente faculdade do samba / Já formou vários poetas / Pós graduação de bambas

Quem for Independente bate na palma da mão / Eu sou da Praça da Bandeira / Sou Independente / Sou três vezes campeã / Sacode, sacode levanta a poeira / Eu sou de São João de Meriti, Da onde eu sou? / Eu sou da Praça da Bandeira

WhatsApp Image 2017-03-31 at 15.23.05 (1)

Fundação: 02/05/2002 (15 anos)

Cores: Verde, Azul e Branco

Símbolo(s): Pandeiro

Bairro: São João de Meriti

Sede/Quadra: Espaço Cultural Marinheiro João Cândido, Rua Clemente Pereira Leandro, 38, Vilar dos Teles, São João de Meriti, RJ

Barracão:

Presidente: Manoel Carlos Honorato

Presidente de Honra:

Vice-Presidente: Fernando José

Escola(s) Madrinha(s): G. R. E. S. Beija-Flor de Nilópolis e G. R. E. S. Unidos de Vila Isabel (Fonte: Wikirio)

Bateria: Terremoto

História: O G. R. E. S. Independente da Praça da Bandeira é uma escola de samba de São João de Meriti, Baixada Fluminense. A escola desfilou algumas vezes na Marquês de Sapucaí pelo antigo Grupo B.

A escola foi criada a partir do bloco carnavalesco Independente da Praça da Bandeira (fundado em 1975) e passou a ocupar a vaga do Arrastão de São João também da cidade de São João de Meriti em 2002.

Como bloco de enredo filiado à FBCERJ foi campeão do Grupo 4 em 1999 com o enredo “Meus sonhos e minhas fantasias“, campeão do Grupo 2 em 2000 com o enredo “Mulher brasileira: 500 anos de lutas e glórias” e campeão do Grupo 1 em 2001 apresentando o enredo “Raízes Meritienses com tempero de amor e fantasias”.

Como escola de samba, a agremiação foi tricampeã do Carnaval Carioca nos anos de 2002, 2003 e 2004 dos Grupos E, D e C respectivamente.

Estreou no Grupo B em 2005 desfilando na Marquês de Sapucaí. A escola apresentou o enredo “Josué de Castro: ecoa um grito contra a fome, pela cidadania e pela paz na Terra” terminado na 9ª colocação. Destaque para o belo samba-enredo dos compositores: Dil da Baixada, Jurandir JB, Gil Valente e Toinsinho do Vilar.

Em 2006, a escola ficou novamente na 9ª colocação do Grupo B e contou a saga do povo ribeirinho às margens do Rio São Francisco no enredo “O sertão vai virar mar, é o Velho Chico quem vem avisar“. Destaque para o belo samba dos compositores: Marcelinho, Alex, Lula, Alexandre, Jorge Macholão e Anacleto.

No ano de 2007, a escola revelou o intérprete Leléu, que passou a ser assediado por diversas agremiações. Com o enredo “Ecoa um grito de liberdade nos Quilombos da Baixada” a Independente trouxe mais um grande samba do compositores Marcos Machado, China do Vale, Gilson Novaes, JB, Toinzinho, Chiquinho do Bar, Joãozinho do Vilar, Renê Siqueira, Everton Já É e Samuka, porém não fez um bom desfile e terminou na 12ª colocação do Grupo B.

Em 2008 a agremiação trouxe os diversos circos da vida com: “Viagem fantástica ao Mundo do circo, seja de lona ou social“. A Independente Fez um belíssimo carnaval ocupando sua melhor colocação desde que chegou ao Grupo B uma 6ª colocação.

A escola ficou inativa por vários anos e retornará a desfilar em 2018.

Fontes: Samba na Intendente e Wikipédia

Carnaval 2018

Grupo: Série E

Ordem de Desfile: 2ª Escola a desfilar no Sábado, dia 17/02/2018, na Estrada Intendente Magalhães, Campinho/RJ

Enredo: “HERANÇAS DA MÃE ÁFRICA”

21032510_1616151335062324_6749225692972122496_n

Logo: Divulgada

Sinopse:

Carnavalescos: Ricardo Paulino e Walter Guilherme

Diretor de Carnaval:

Diretor de Harmonia: Antônio Simão “Simão Harmonia Sensação”

1º Casal de MS e PB: Andrey e Jéssica Barreto

2º Casal de MS e PB: Wellington Júnior e Carolzinha

Coreógrafo da Comissão de Frente:

Coordenadores da Ala de Passistas: Raissa Ferarelly, Herbert Oliveira, Leléu e Juliana

Diretora da Ala das Baianas:

Diretor da Velha Guarda:

Presidente da Ala de Compositores: Gilson Novais

Diretores de Bateria: Mestre Josué Lourenço e Mestre Broa

Presidente de Honra da Bateria: Edeilson de Oliveira Mestre Geléia

Rainha de Bateria: Andressa Pandeiro

Musa:

Assessoria de Imprensa:

Autores do Samba-Enredo: Diego Nascimento, Charles Silva, Pingo Sargento, Alex Primo e Rafael

Intérpretes: Anderson Pingo “Pingo Sargento”, Diego Nascimento Chocolate e Charles Silva

Samba-Enredo: Definido

Caminhos abertos, a prosperidade. / Ooo oo eu sou herança de mãe África.
Um elo sagrado pra tal liberdade / Griot’s e erês… herdeiros de uma nação
Meus trajes… estilo africano de ser / Em busca de meus ideais / Tesouro de meus ancestrais

E baianas desse tempero / Eu também vou provar
Oh mães do samba / Num grito de fé / Axé, Axé

Devoção aos orixás, crença e religião / Atabaques rufando no meu terreiro
Embalados no toque do afoxé / O canto a dança
Lundu, capoeira, ixeja / Tambor de mina, congado e boi bumba
Se tem semba eu faço um samba pra você sambar / Até o sol raiar
É carnaval, cultura das raças / E a minha escola é nó na madeira
Rei momo mandou avisar / Que a folia não tem hora para acabar

Bate tambor vai ecoar / A Independente vem mostrar o seu valor
Contando a história da nossa mãe África / Sou negro na raça, sou negro na cor