A Vizinha Faladeira apresentou na última sexta, dia 11, as quatro parcerias que participarão do concurso de samba-enredo da Pioneira: Luiz Fernando, Carlinhos Vianna, Juninho Madureira, Fabio Martins e Marcio de Deus (SAMBA 01), com participação especial e Gilmar L. Silva; Claudinho do Pagode, Marcinho Poeta, Edison Português, Diego Nogueira e Henrique Balanshow (SAMBA 02), com a participação especial de Luiz Carlos; Negão Samb’exala (SAMBA 03); e Regina, Orlando Junior, Sergio Gil, Polegar e Fernando Lima (SAMBA 04), com a participação especial de J. de Paula Piriquito, TiCarlos e Adenilson.

A diretora decidiu inovar a competição e dividiu a apresentação em duas chaves para que as parcerias possam contar com o canto da torcida, da comunidade e dos segmentos da escola. Todos estarão presentes para juntos cantarem os sambas concorrentes, pois o objetivo é de que com o áudio seja escolhida a melhor obra para representar o enredo “De Catulo à Lampião bem vindos a terra do cão”, que será desenvolvido pelo carnavalesco Jean Rodrigues.

Portanto, na próxima sexta-feira, dia 17 de agosto, a partir das 19h30m, os compositores dos sambas 01 e 02 apresentarão suas obras e terão, cada parceria, 30 minutos para defenderem suas melodias. As parcerias de Luiz Fernando (SAMBA 01) e Claudinho do Pagode (SAMBA 02) estarão se apresentando com suas torcidas. Além das composições, haverá apresentação dos casais de mestre-sala e porta-bandeira, segmentos, bateria Ritmo Pioneiro de mestre Jorginho e os intérpretes da agremiação.

A quadra da Vizinha Faladeira fica na Rua Nabuco de Freitas, 19, no bairro do Santo Cristo. A entrada será franca e haverá estacionamento no valor de R$ 5,00. A reserva de mesas poderá ser feita pelo WhatsApp (21) 98912-8317.

CONFIRA A LETRA DOS SAMBAS CONCORRENTES:

SAMBA 01 – Compositores: Luiz Fernando, Carlinhos Vianna, Juninho Madureira, Fabio Martins e Marcio de Deus. Participação Especial: Gilmar L. Silva

Intérpretes: Tem Tem Jr. e Raphael Krek

NA PELE AS MARCAS DO TEMPO / O SOL CASTIGA INCLEMENTE
OLHAS QUE MIRA O INFINITO / REFLETE O GRITO DESSA BRAVA GENTE
COM SEDE, A PESTE DA FOME / FAZ DO HOMEM “CABRA MACHO” SIM “SINHÔ”
CADA DIA UMA BATALHA PRA VENCER / O SOPRO ARDENTE FAZ ENLOUQUECER
CAI O VÉU DA NOITE, SE LIVROU DA FOICE “CAETANA” / DIZ O POETA ENTÃO: BEM-VINDO À TERRA DO CÃO!
NO CORDEL A POESIA DOS MEUS VERSOS MORA / ME VALEI COMPADECIDA, NOSSA SENHORA!
O ORVALHO VEM CAINDO, “OXENTE” EXISTE NÃO / LUAR COMO ESSE DO SERTÃO
A ARTE “ALEVANTA” DO CHÃO / BARRO ESCULPIDO COM A MÃO
DEUS VENCE A PELEJA CONTRA O MAL / NESSE UNIVERSO DESIGUAL
REPENTISTA, CANCIONEIRO, É MEU FORRÓ / SE LAMENTA O SANFONEIRO “DE UM OLHO SÓ”
NO RAIAR DE UM NOVO DIA / ME PROTEGE O GIBÃO
TENHO FÉ EM “PADIM CIÇO” / VAI CHOVER NO MEU TORRÃO
OLÊ, OLÊ, OLÊ, MULHER RENDEIRA / TANTOS “CAUSOS” PRA CONTAR
VIOLA PONTEIA / OLÊ, OLÊ, OLÊ, VEM PIONEIRA
A VITÓRIA VAI CHEGAR / SOU VIZINHA FALADEIRA!

SAMBA 02 – Compositores: Claudinho do Pagode, Marcinho Poeta, Edison Português, Diego Nogueira e Henrique Balanshow. Participação Especial: Luiz Carlos

RAIOU MAIS UM DIA DE AGONIA RAIOU / DEIXANDO UM LEGADO DE DOR
PRA FAZER NOSSA GENTE CHORAR / DE ONDE EU NÃO SAIO, SOU D PERSEVERAR
MESMO COM A CAETANA BATENDO À PORTA / E COM O SIRICO A ME ASSOMBRAR
O LUAR CLAREIA O ORVALHO DA MADRUGADA / SIGO NESSA CAMINHADA, ESPERANÇA RENOVADA
A CHAMA NÃO VAI SE APAGAR
DA TERRA DO CÃO, SEM EIRA NEM BEIRA / SOU VENCEDOR COM A PIONEIRA
NO CHÃO RACHADO, A SORTE SORRIU PRA MIM / SEI NÃO, SÓ SEI QUE FOI ASSIM
TAMANHA ADVERSIDADE / FEZ BROTAR A CRIATIVIDADE
O BARRO VIROU GENTE AO SOM DO REPENTE / HÁ FÉ PRA REZAR E CANTAR
LÁ VEM MAIS UM MAGRELO, SINGELO / TERÇO DO PEITO
NA BAINHA UM PUNHAL / VEM PRA DAR PROVIDÊNCIA
POIS COM UM GALO SÓ / NÃO SE BRINCA CARNAVAL
SOU BORBULHAR DE AMOR / VIZINHA FALADEIRA CHEGOU!
SOU NORDESTINHO, ARRETADO, DO AGRESTE / SERTANEJO, CABRA DA PESTE
SAMBA 03 – Compositor: Negão Samb’exala
Intérpretes: Negão Samb’exala e Ítalo Limeira
NA TERRA DO SOL QUE RACHA, POEIRA BAIXA / UM PINGO D’ÁGUA ME FAZ FELIZ
VENCENDO A MORTE NO FACÃO / BRADO NORDESTE DO MEU PAÍS
É FOME SECA QUE DEVORA / A SANFONA CHORA PRA ARTE SORRIR
DESSE POVO SOU HERDEIRO / TEM POETA, CANGACEIRO
A SOFRÊNCIA É UM DOM / GANHO A VIDA NUM REPENTE
DOU TOPADA, VOU PRA FRENTE / POUCO ESTUDEI, MAS CONHEÇO O ABC
E NO ABC DO SANTEIRO / LAMPIÃO É SANFONEIRO
JÁ FALEI NÃO HÁ, OH! GENTE, OH! NÃO / LUAR COMO ESSE NO SERTÃO
ARIANOU… DEU ASAS À IMAGINAÇÃO / CHICO E JOÃO GRILO ESTÃO NA MENTE
NO CORPO, ALMA E CORAÇÃO LÁ LAIÁ / TANTAS LENDAS E CRENDICES
NOSSA SENHORA! VOU NA FÉ, ME DÊ A MÃO
TERRA DE CULTURA VIVA / MENTE BOA, PATATIVA
EH! CATULO DA PAIXÃO / O BICHO DE 7 CABEÇAS
TÁ NO CORAÇÃO, ESQUEÇA / SER NORDESTINO, É SER FILHO DO CHÃO
SOU A VIZINHA FALADEIRA / VAMOS PITÁ, CUMPADI, PROSEÁ
DE CATULO À LAMPIÃO / ARTE FINCADA NA TERRA DO CÃO
SAMBA 04 – Compositores: Regina, Orlando Junior, Sergio Gil, Polegar e Fernando Lima. Participação especial: J. de Paula Piriquito, TiCarlos e Adenilson.
Intérpretes: Pavarotti, TICarlos, Rogério da Mangueira e Leandro Ramos
OH DEUS, ATENDEI AS MINHAS PRECES / SOMBRIO É O DESTINO DESSE CHÃO
PROTEJA O POVO LÁ DO MEU NORDESTE / TÃO CASTIGADO, PELA CORRUPÇÃO
BRILHOU, O MAIS LINDO LUAR, IGUAL NÃO HÁ / PRA ESSE RANCHO ILUMINAR
LOGO ASSIM QUE AMANHECE, O CABOCLO ENTRISTECE / CHUVA, ESSA TERRA NÃO VERÁ
Ô, VEM DE LÁ DO SERTÃO, POVO GUERREIRO / A CRUEL REALIDADE, MOSTRA PARA O MUNDO INTEIRO
A TERRA É SECA, NÃO TEM DIA BONANÇA / ESSES NOVOS LAMPIÕES DESTROEM TODA A ESPERANÇA
DO BARRO, A TRISTEZA VIRA ARTE / E A SOLIDÃO FAZ PARTE DA MISÉRIA DO LUGAR
CAETANA, TU É NOSSA SINA / MINHA ALMA NORDESTINA QUERES SEMPRE ACOMPANHAR
SEU VIOLEIRO, TOCA UM REPENTE / A HISTÓRIA DESSA GENTE É LAMENTO SEM CESSAR
TEM REZA, PRANTO, FOLCLORE / TEM PROCISSÃO, TEM VELÓRIO
E A CORAGEM, A FÉ VAI REVIGORAR / SAI BICHO DE SETE CABEÇAS, EU QUERO QUE ME ESQUEÇAS
PARE DE ME ATORMENTAR / VALEI-ME, MINHA MÃE COMPADECIDA
ILUMINA A MINHA VIDA E MEU SOFRIDO CAMINHAR
SANFONEIRO PUXO O FOLE, VEM FARREAR / SOU UM CABRA NORDESTINO, SEMPRE A LUTAR
VIZINHA CANTA DE CATULO A LAMPIÃO / BEM VINDO À TERRA DO CÃO