União de Jacarepaguá / Carnaval 2020 / Especial

Publicado por

GRÊMIO RECREATIVO ESCOLA DE SAMBA UNIÃO DE JACAREPAGUÁ

União é raça / União é povo / Se bobear dá União de novo

Ninguém poderá seu brilho ofuscar / És a estrela mais linda / E sempre vai brilhar / Ninguém poderá seu brilho ofuscar / Minha União de Jacarepaguá

União de Jacarepaguá É uma agremiação que saúda de coração Império do Marangá Aprendizes de Lucas, Capela, Unidos da Tijuca, Mocidade Independente, Cartolinhas de Caxias, Império Serrano com muita gente Acadêmicos de Vaz Lobo, União do Centenário Oswaldo Cruz, sabem apresentar cenários

Portela, vive de glórias em Madureira Começa o romper da Aurora, o samba lá em Mangueira Acadêmicos do Salgueiro, Bento Ribeiro e outras mais São orgulho do samba brasileiro

(Paulinho da Viola interpreta Cenários, música da dupla Catoni e Jorge Mexeu)

Bandeira_do_GRES_União_de_Jacarepaguá

Fundação: 15/11/1956 (61 anos)

Cores: Verde e Branco

Símbolo(s): Aperto de Mão e 2 Cavalos Marinhos

Escola Madrinha: G. R. E. S. Portela

Santos Padroeiros: São Jorge e Sant’Ana

Bairro: Campinho

Sede/Quadra: Estrada Intendente Magalhães, 445, Campinho, Rio de Janeiro, RJ

Barracão: Rua Carlos Xavier, 397, Osvaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ

Presidente Administrativo: Reinaldo Bandeira

Vice-Presidente Administrativo: Ana Lívia Costa

Presidente de Honra:

Diretor Cultural:

gres_uniao_de_jacarepagua-1354904720-10-e

Carnaval 2020

Grupo: Especial

Ordem de Desfile: 12ª Escola a desfilar na Segunda-Feira de Carnaval, dia 24/02/2020, na Estrada Intendente Magalhães, Campinho, RJ

Logo União de Jacarepaguá 2020

Enredo: “A BRASILIDADE FEITA À MÃO”

Logo: Divulgada

Sinopse: Divulgada

https://sambanaintendente.blog/2020/02/09/confira-a-sinopse-da-uniao-de-jacarepagua-2/

Carnavalesco: Lucas Lopes

Diretor de Carnaval:

Direção Geral de Harmonia: Carlão e Márvio Araújo

Diretor de Barracão:

1º Casal de MS e PB: Rogério Junior e Natália Oliveira Monteiro

2º Casal de MS e PB:

Coreógrafo da Comissão de Frente: Naty Menezzes

Coordenadoras da Ala de Passistas: Jacqueline Inácio “Jacque” e Nanda Coelho

Diretores da Ala das Baianas: Nanci Mendes e Ubiratan Motta “Bira”

Diretora da Velha Guarda: Dona Espedita Silva

Presidente da Ala de Compositores: Dona Ivanísia

Diretora do Departamento Feminino:

União de Jacarepaguá

Bateria: Ritmo União

Diretor de Bateria: Marcus Vinícius Olympio Mestre Marquinhos

Rainha de Bateria:

Rainha da Escola/Madrinha Vitalícia: Amanda Mattos

Coordenadora dos Destaques, Musas e Musos: Amanda Mattos

Musa(s): Heloísa Borges, Ana Paula Cordovil e Juliana Clara

Muso(s): Daniel Miranda, Wallace Costa e Márcio Luiz 

Assessoria de Imprensa:

Autores do Samba-Enredo: Luiz Paulo Jr, Diego Nicolau e Ribeirinho

Intérprete: Luiz Paulo Jr

Cantor(es) de Apoio:

Samba-Enredo: Definido

Moldei a arte minha imagem semelhança / Do barro, criei Marajoara esperança

Cerâmica da alma na palma da mão / Nativa na cor, enfeita de pena

Na palha, a vida entrelaça / Um cesto que enche a gente de graça

Traço no compasso da ciranda / A namoradeira na varanda

No embalo da rede, amar / Fio a fio se apaixonar

Ê rendeira mulher, ê bordado / Deixa na costura, seu talento arretado

É vaso e panela, negra expressão / Na brasilidade, a inspiração

Patacori Ogum guerreiro / Epahey Oyá, Oyá!

Forjou metal, símbolo de fé / É guia de Santo, amém e axé!

Do lixo nasce a criatividade / Recicla o dom do artesão

E faz da paisagem, aquarela / Do azulejo, a sua tela

De carpinteiro ao aderecista / O sonho de cada sambista

Vai se eternizar em seu olhar

A emoção vai brilhar / Um carnaval feito a mão

Pode aplaudir a minha União / Se todo artista vai aonde o povo está

Meu samba é arte em Jacarepaguá

História: O G. R. E. S. União de Jacarepaguá é uma escola de samba da Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro.

A União de Jacarepaguá nasceu da fusão de duas escolas de samba famosas que existiam na região de Jacarepaguá: Corações Unidos de Jacarepaguá, na época representada por Aloysio Domingos da Cruz, e Vai se quiser, que tinha como presidente Júlio Pinto.

Os grandes incentivadores desta fusão foram Joaquim Casemiro da Silva (o famoso Calça Larga, do Salgueiro), Hermes Rodrigues, Ministrinho, Lourival Cassado, todos da Mangueira, e Expedito Silva, da Portela.

A primeira sede foi na Rua Bruges, 62. Depois, passou a ensaiar num terreno na Rua Cândido Benício quase esquina da Rua Capitão Menezes, no Esporte Clube Palmares, no Clube 28 de Agosto, nos campos da Nova América Rio-São Paulo e atualmente na Estrada Intendente Magalhães em Campinho.

As cores verde e branca representam a esperança e a paz. Suas cores também deram o apelido à agremiação, “arroz com couve”.

De 1957 a 1965, apesar de não conseguir boas colocações, a escola manteve-se no desfile principal, e a partir de 1966 a escola não mais conseguiu chegar ao Grupo Especial.

A escola possui um título no Carnaval Carioca conquistado em 1998 desfilando no Grupo D. A União apresentou o enredo “Emplumados na Folia, Chegou o Nosso Dia”do Carnavalesco: Jorge Mendes.

No ano seguinte, a escola conseguiu mais uma ascensão, retornando à Marquês de Sapucaí desfilando pelo Grupo B em 2000.

Em 2002, a escola já desfilava no Grupo A, porta de entrada para a elite do carnaval. Permaneceu nesse grupo até o ano de 2005.

No ano de 2004, apresentou um carnaval de nível, com o belíssimo samba em homenagem a cidade do Rio de Janeiro, terminando na 4ª colocação no Grupo A, com o enredo “Rio de Janeiro – O Rio que o mundo inteiro ama”.

No Carnaval 2009, a União de Jacarepaguá homenageou o cantor e compositor Paulinho da Viola, com o enredo A toda hora rola uma história, com samba e chorinho de Paulinho da Viola. Paulinho teve o seu primeiro contato com uma escola de samba em 1962 na própria União, começando sua carreira na ala dos compositores. O homenageado desfilou no último carro alegórico. A agremiação ficou na 6ª colocação, mantendo-se no grupo para 2010.

No Carnaval 2010, a escola homenageou o Retiro dos Artista no enredo “Da morada da esperança ao grande palco do sambista, somos todos iguais nesta noite, somos todos artistas”, do Carnavalesco Alexandre Louzada, ficando na 5ª posição.

No Carnaval 2011, a União de Jacarepaguá continuou com o carnavalesco Alexandre Louzada, que em dupla com Edson Pereira, apresentaram o enredo sobre a história da feijoada, obtendo a 6ª colocação.

Para 2012, a escola trouxe o Carnavalesco Waldecyr Rosas que desenvolve o enredo Um pequeno grande rei, terminando na 8ª colocação.

Para 2013, a escola trouxe o experiente Jorge Caribé que se junta ao Carnavalesco Ney Júnior, num enredo sobre a cidade de Vassouras.

Para 2014, a escola trouxe o enredo “Iorubás – a história do povo Nagô” do Carnavalesco Jorge Caribé, terminando no 15° lugar, o que decretou seu rebaixamento para a Série B.

Nos últimos anos, apesar da escola ter feito grandes carnavais, apontados pela mídia especializada como uma das favoritas aos campeonatos, os resultados não vieram e a escola desfilará no Carnaval de 2018 na Série D.

Fonte: Samba na Intendente e Wikipédia

Ficha Técnica de 2018: https://sambanaintendente.blog/2017/07/04/serie-d-uniao-de-jacarepagua-12a/

Ficha Técnica de 2019: https://sambanaintendente.blog/2018/10/10/carnaval-2019-serie-d-8a-uniao-de-jacarepagua/

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.