Confira a Sinopse do Concentra Imperial

Publicado por

GRÊMIO RECREATIVO ESCOLA DE SAMBA CONCENTRA IMPERIAL

CARNAVAL 2021

PRESIDENTE: MARCOS RAMOS

VICE-PRESIDENTE: DIEGO ANDRADE

DIRETOR DE CARNAVAL: JÚNIOR DINIZ

CARNAVALESCO: GALILEU SANTOS

ENREDO: PIMENTA NOS OLHOS DOS OUTROS É… CONCENTRA

SINOPSE

“PIMENTA NOS OLHOS DOS OUTROS É… CONCENTRA”

Com essa expressão popular empregada para dizer que os malfazejos da vida, quando ocorrem com outras pessoas, são mais fáceis de se encarar indiferentemente do que quando ocorrem conosco, o GRES CONCENTRA IMPERIAL, no Carnaval de 2021 buscou algo temático que tivesse a cara da nossa agremiação, chegamos à conclusão sobre a origem e a história da Pimenta, iguaria e assunto tão popular entre nós brasileiros.

São tantas emoções, que o coração chega a querer sair pela boca, ela arde, seca, a sede aumenta, os olhos lacrimejam, mas essas sensações não vêm de uma emoção qualquer não, estamos falando da pimenta!!!

Igual a Pimenta, o carnaval faz isso coma a gente, vamos queimar com essas emoções, vestidos de vermelho, branco e dourado.

Eita, a bicha é braba! Associada a Exu, foi uma das primeiras iguarias descobertas pelo homem, assim como Exu é o primeiro, esse será nosso primeiro grande Enredo, visto e sentido têm para todos os gostos e estilos, aromas e sabores, mais fortes, mais suaves, pequenas e grandes, e por aí vai.

A Pimenta está em diversos aspectos e setores de nossas vidas, então vamos arder com o Concentra Imperial, na Avenida!!! Ay, ay, ay que caliente! Vamos vestir a fantasia e cair na folia.

“…Eu aprendi a gostar da danada, não sei se foi o tempo, a convivência com a minha vó ou desenvolvimento do paladar, mas o fato é que a ardida entrou na minha vida, assim como entrou na vida e nos pratos dos brasileiros depois de um logo caminho…”

E você? Gosta de viajar? Vamos começar por aqui, AMÉRICA! Conhecer lugares, cultura e sabores que fascinam o mundo inteiro.

Odiada por uns e amada por outros, na era das grandes descobertas virou moda latina, ela está, na cultura, na culinária, credos e crendices e nas religiões africanas.

Fruto (Sim, fruto) tipicamente americano, a pimenta americana é originária do México central, por exemplo, a pimenta vermelha surgiu em torno de 7 mil A.C. e logo se espalhou em direção a Bolívia e ao Peru.

Na América central, a espécie pioneira é a CAPSICUM ANNUUM, mais conhecida como pimentão, já na América do Sul, FRUTESCENS, a famosa MALAGUETA foi a percussora.

Considerada a planta mais velha em cultivo da América, a pimenta também é uma das mais antigas domesticadas pelo homem, isto foi a 5 mil A.C. Ela começou a ser cultivada por índios americanos, inclusive pelos Maias e Astecas, hoje há mais de trinta espécies pelo mundo todo.

Como se espalhou mundo afora, tudo era original do novo mundo, começou sendo exportada para Europa durante grandes navegações, o primeiro europeu a conhecê-las foi CRISTÓVÃO COLOMBO, em 1453.

Acreditando estar na Índia, o navegador procurava pelas “Pimentas-pretas”, que hoje chamamos de “Pimenta-do-reino”, muito apreciada o velho mundo, mas acabou achando as nossas vermelhinhas americanas. Cem anos depois e elas já eram conhecidas nos sete mares, através dos navios portugueses foram parara na África e Europa, onde se concentraram nos Balcãs, também começaram a integrar as refeições nos Estados Unidos (século XVII) e sudoeste Asiático.

Cultivadas e tradicionais em países como Índia, Filipinas, Indonésia, Malásia, Coréia, Tailândia, China, e na América Central, principalmente, Caribe, Guatemala e México, este é sinônimo de comida picante, mas é na cidade de Carolina do Sul que a pimenta mais forte do mundo atua, sua ardência bateu 2.200.000 unidades na escala Scoville, recorde de ardência.

Na década de 90, acredite se quiser não era o México, mas sim o Brasil, o maior produtor de Pimenta do Mundo. Hoje Índia, México e os tailandeses ultrapassaram o Brasil. Aqui em terras Tupiniquins a iguaria ocupa o terceiro lugar de mais cultivada( Malagueta, Comari de Cheiro e Pimenta Chifre de Veado).

PIMENTA E UMBANDA, carregam consigo simbolismos espirituais, energéticos e místicos, por isso, não é a toa que é usado como amuleto da sorte. Vamos saber o que mais?

O fruto e Folha de EXU, a pimenta simboliza descendência e abundância. É cheia de sementes e “explode” quando está suficientemente madura, espalhando fecundidade e criatividade.

Como todos os pimentos, é possuidora de um axé – força fluídica – capaz de reforçar o poder da palavra quando algumas de suas sementes são mastigadas liturgicamente na ponta da língua. Assim, nas invocações e evocações, as pimentas são indicadas para potencializar o verbo dos oficiantes para liga-los ao Senhor dos Caminhos – Exu —, o que leva e trás, abre e fecha, fazendo com que os cânticos tenham “força” etéreo-astral.

A pimenta é dispersora de fluídos pesados e negativos por ser um fluído quente e desagregador. Pode ser usada para a proteção de ambientes, plantadas em jardins ou em vasos, próximo a janelas e portas de entradas. Ao mesmo tempo, também dispersa formas de pensamentos gerados por inveja e ciúmes, o popular “olho grande”.

LAROIÊ EXU!!! Peço proteção ao Senhor. MOJUBÁ!!! Meu humilde respeito.

PIMENTA E CULINÁRIA é a corda e a caçamba, parafuso e arruela, e tantas outras duplas famosas, a pimenta pode ser usada em variados experimentos culinários, quem não se lembra da famosa novela Chocolate com Pimenta? Ah, e o doce então é uma tentação, aquela sensação de ardência misturado com o nosso cacau é incomparável.

Hum, e se você soubesse o que o tempero da Baiana tem, iria ficar de boca quente, por isso é sempre prudente pedir frio, mas sempre têm os desavisados e haja água para esfriar todo esse ardor, e não é só no Acarajé, Baiano é povo quente, assim como o dendê, a pimenta é na moqueca, é no bobó, é no xinxim e também no Vatapá.

Seja, nos molhos, nas geleias, nos bolos, doces, ou na Bahia de todos os Santos, a Pimenta é sempre a mais querida, assim como o nosso Concentra!!!

SAI PARA LÁ OLHO GORDO, a pimenta é uma das armas mais conhecidas para evitar o mau olhado, ela segura a energia de cobiça, inveja e olho gordo, mas fique atento se secar é porque a energia está bem carregada.

Simboliza energia, proteção, prosperidade, sorte, sensualidade e sexualidade, serve como amuleto, talismã, atribuídos as suas características vigorosa, estimulante, ardente, vermelha e intensa, de forma popular afastando energias maléficas, tem gente que planta em casa, atrai sorte e prosperidade, porém quando morre é sinal de muita negatividade.

A pimenta está associada ao fogo, assim como, picante, ardida e forte está associada ao sexo. Faz bem, mas arde e quando “Concentra”, pega fogo!!!!

Pimentas Biquinho, dedo-de-moça, rosa, de cheiro, cumari, malagueta, jalapenho, caiena, do reino preta ou do reino branca, enfim, tem para tudo e para todos.

Vermelho, branco e dourado é nosso tesouro santacruzense, Concentra tacando fogo na avenida, seja para comer, quer seja para enfeitar, serve também como patuá, sarava, padê quente para Exu comer coloca pimenta e dendê.

Corre gira Pomba Gira que o Concentra chegou, protege meu amor do mal, Pimenta é tema do meu carnaval.

Galileu Santos
Carnavalesco

Júnior Diniz
Diretor de Carnaval

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.