Recordando Carnavais… Coroado e seus Sonhos Fascinantes nos Anos 70

Publicado por

Recordando Carnavais…

Grêmio Recreativo Bloco Carnavalesco Coroado de Jacarepaguá

Coroado é vida… Coroado é alegria!… Fazendo samba gostoso pra gente!

Manoel Severino de Jesus “Deda”

O Grêmio Recreativo Bloco Carnavalesco Coroado de Jacarepaguá, fundado em 20 de janeiro de 1972, foi organizado quando o “pessoal removido da Praia do Pinto, no Leblon, sentiu o ambiente estranho em que deveriam morar”, na Cidade de Deus. (Parte retirada do texto O Nascimento do bloco de José Edson Gomes do Jornal O Globo)

O bloco recebeu o nome de Coroado em homenagem à novela “Cavalo de Aço” da Rede Globo (a história se passava em um povoado com esse nome).

Sua sede localizava-se na Rua G-Loja 10, no Conjunto Gabinal, e sua quadra de ensaios ficava no Conjunto Margarida, também na Cidade de Deus, Jacarepaguá, Rio de Janeiro.

“Carnaval / Na Margarida é sensacional

Começaram os ensaios para o dia final

E o desespero aqui na quadra / É geral

Xuxu-Beleza / Pra você não tem rival

Vamos todos sambar, por que é / Carnaval”

Xuxu-Beleza

Autores: Filhinho, Roberta e Manoel Severino de Jesus “Deda”

 

Carnaval de 1973

Enredo: MUSAS DE CARLOS GOMES

Resultado: Campeão do Grupo V da FBCERJ

Local do Desfile: Av. 28 de Setembro, Vila Isabel, Rio de Janeiro, RJ

Presidente Administrativo: José Getúlio

Compositores: Filhinho, Manoel Severino de Jesus “Deda” e Passos

Intérprete: Valdo

Através da nossa história / Vamos falar agora de Antônio Carlos Gomes

Maestro e compositor / Que o Mundo inteiro aclamou

Aos quinze anos já compunha / Valsas, modinhas e condor

Quando adulto se tornou, para o Rio embarcou / Foi ouvido por Pedro II, na época o Imperador

La, la, la, la, la, hô, hô, hô, hô

Foi na Itália, no Scala de Milão / Com o Guarani teve a consagração

Quem sabe, Joana de Flandes e Maria Tudor / Deram glória a este vulto de grande valor

A noite então / No castelo teve mais fulgor

Toda a corte aclamava / O sucesso do gênio compositor

La, la, la, la, la, hô, hô, hô, hô

 

Carnaval de 1974

Enredo: SONHOS FASCINANTES

Resultado: Campeão do Grupo IV da FBCERJ com 62 pontos

Data e Local e Ordem do Desfile: 3º Bloco de Enredo a desfilar no Grupo IV em 25/02/1974, Segunda-Feira, Av. 28 de Setembro, Vila Isabel, Rio de Janeiro, RJ

Presidente Administrativo: José Getúlio

“Cansado de estudar, o menino adormeceu.

Teve sonhos fascinantes (…) no mundo encantado que Monteiro Lobato criou…”

 

Carnaval de 1975

Enredo: ISTO É CARNAVAL

Resultado: 3º Lugar do Grupo III da FBCERJ com 68 pontos

Local e Ordem do Desfile: 5º Bloco de Enredo a desfilar no Grupo III, Graça Aranha, Rio de Janeiro, RJ

Presidente Administrativo: José Getúlio

 

Carnaval de 1976

Enredo: UM FATO INÉDITO NO MUNDO DO SAMBA

Resultado: 17º Lugar do Grupo II da FBCERJ

Data, Local e Ordem do Desfile: 1º Bloco de Enredo a desfilar no Grupo II em 28/02/1976, Sábado, Av. Rio Branco, Rio de Janeiro, RJ

Presidente Administrativo: José Getúlio

 

Carnaval de 1977

Enredo: VILA IZABEL DE NOEL A MARTINHO

Resultado: Vice-Campeão do Grupo III da FBCERJ com 65 pontos

Data, Local e Ordem do Desfile: 10º Bloco de Enredo a desfilar no Grupo III em 19/02/1977, Sábado, Av. 28 de Setembro, Vila Isabel, Rio de Janeiro, RJ

Presidente Administrativo: N/C

Compositores: Luiz e Velho

Intérpretes: Ovídio e Azo

Em reluzente pergaminho

Coroado apresenta / “Vila Izabel de Noel a Martinho”

Centenário de existência / Deste bairro tão querido

Da cidade jóia rara

Óh que lugar aprazível / Berço de prodígios literários

Um dia o poeta escreveu

“Num milagroso improviso / Com seu divino pincel

Deus pintou o paraíso / Quando fez Vila Izabel”

Alegria, alegria

Quando chega o carnaval

É a Vila na avenida / Exibindo o tradicional

Noel Rosa, o gênio do samba / Com que roupa, quem é você

Martinho da Vila, soberano do sincopado

O pequeno burguês / Enamorado da Ia, Ia do Cais Dourado

Em Reluzente…

 

Carnaval de 1978

Enredo: A LIBERDADE

Resultado: 14º Lugar do Grupo II da FBCERJ com 71 pontos

Data, Local e Ordem do Desfile: 7º Bloco de Enredo a desfilar no Grupo II em 04/02/1978, Sábado, Av. Rio Branco, Centro, Rio de Janeiro, RJ

Presidente Administrativo: N/C

Compositores: Nidio Barbosa e Walter Martins Ferreira

Intérprete: N/C

Fim dos negros na escravidão / Desembarcados em navios negreiros

Em Salvador, Recife e Rio de Janeiro / Os escravos eram vendidos em leilões

O trabalho no engenho / O sofrimento era demais

E à noite na senzala / Procuravam o descanso e a paz

A capoeira, as crenças, o Vatapá / Origens africanas

Que eles trouxeram para cá

Óh meu Deus / Como é possível penar tanto e não ter nada

Assim suplicavam em oração / Ao surgir a alvorada

Estava próximo / O fim do martírio atroz

Foram chegando as leis / Dentre elas a Euzébio de Queiroz

Finalmente a abolição do cativeiro / A Lei Áurea a Princesa assinou

Teve festa no Brasil inteiro / Assim a libertação chegou

 

Carnaval de 1979

Enredo: SAMBA ALEGRIA DE UM POVO

Resultado: 7º Lugar do Grupo II-B da FBCERJ com 80 pontos

Data, Local e Ordem do Desfile: 2º Bloco de Enredo a desfilar no Grupo II-B em 24/02/1979, Sábado, Av. 28 de Setembro, Vila Isabel, Rio de Janeiro, RJ

Presidente Administrativo: José Getúlio

Compositores: José Cláudio Alves dos Santos “Juca” e Manoel Severino de Jesus “Deda”

Intérprete: N/C

Da África distante / A saudade motivou

Um ritmo envolvente /Que o povo alegre adotou

Tia Ciata / Os pagodeiros reunia

Varando à madrugada / Até o romper do dia

Esse samba é samba duro / Batucada pra valer

Quem for malandro entra nela / Quem não for vai correr (…)*

Hoje a escola Coroado de Jacarepaguá encontra-se, infelizmente, sem desfilar.

Mas os amantes da agremiação e sua comunidade não deixarão a chama do samba se apagar e irão realizar uma live super especial no próximo dia 06 de setembro de 2020, às 15 hs, no Canal do YouTube DJ Fabricio CDD Oficial, intitulada “De 1972 a 2020: A Nossa História!”, cantando/resgatando sambas da agremiação.

Essa live inspirou-nos a fazer a presente matéria.

“Do sonho a realidade, a vida imita arte / Sou Coroado sim, amor que não tem fim”

Por Marcos Guerra Couto

 

Fontes:

Samba na Intendente

Arquivo Nacional

Federação de Blocos Carnavalescos do Estado do Rio de Janeiro

Jornal O Globo (RJ)

*Apenas conseguimos transcrever/decifrar a primeira parte do samba-enredo de 1979, o restante encontra-se apagado.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.