G. R. E. S. ARRASTA POVO

CARNAVAL 2018

ENREDO: “MÃOS! AS MESMAS QUE CORRIGEM, DÃO AMOR”

SINOPSE

Mãos! O que seríamos sem elas? Como viveríamos sem elas? Já diz o velho ditado: “uma mão lava a outra e as duas lavam o rosto!”

Um grande ensinamento, uma grande lição!

Nosso enredo começa em tempos idos, num ato de covardia o poderoso Pilatos lava suas mãos no julgamento de Jesus, deixando que o povo condenasse o filho do grande Criador. Sendo assim crucificado pelas mãos, por amor e remissão dos nossos pecados.

E de “mão em mão” … vimos as mãos bacharéis que inocenta o culpado, se vendem em troca do vil metal, por quaisquer trinta moedas… Daí já vimos que nem todos usam as mãos só para fazer o bem! São aqueles que tiram o pouco que nós temos. Impõem impostos, nos vendem por qualquer propina!

São as mãos fraudulentas!

E aquela mão leve? Quem não conhece?

– Mãos ao alto! Corre policial e agarra o meliante!

As mãos salvam vidas, nos dão vida, nos trazem à vida!

Lembro ainda daquela mão que me acariciou, que me corrigiu, que me deu amor…

As mãos que me ensinaram, que lecionaram! As mãos enxergam, vocês sabiam?

As mãos nos orientam. Nos indicam um caminho, nos transportam a lugares que talvez nunca poderíamos estar…

Incrível! Tudo isso através das mãos! Opa o telefone tocou!

Vou fazer as unhas, preparar os cabelos, ir naquela exposição… Quanta arte! Quanta magia feita pelas mãos!

E nas baladas ao som de DJ’s as mãos brindam a saúde, a paz e a vida!

E aquela mão boba em?

As mãos do pecado da luxúria e da cobiça! Batem à porta! É uma mão carente pedindo ajuda a um abrigo, uma mão para que possa vencer!

É domingo, vou ao clube assistir tantos esportes onde as mãos são tão importantes.

Ao longe avisto o jovem apaixonado que pede a mão de sua amada!

Hum… Cheiro bom que paira no ar… São os quitutes preparados por “sinhá”, mais uma arte que todos apreciam pelas mãos!

Ouço o batuque de tantans… pandeiros… violas… e vou atrás, vejo a batucada do povo! As mãos de artistas fazendo ritmos e cantarolando poesia feita por mãos de poetas!

Abençoadas sejam as mãos dos magos do carnaval! São esses os carnavalescos, aderecistas, costureiras e dentre outros… que trabalham 365 dias praticamente para nos proporcionar o mais espetáculo da terra!

Aplausos por favor!!!

A sorte está lançada! “A cigana leu meu destino” e as cartas disseram que a sorte está em minhas mãos me apontou o horizonte e disse:

Vá filho, o caminho para a sua vitória é esse mar de fantasias! Vista-se de verde e branco! Siga de mãos dadas! Erga a mão para o céu e agradeça aos deuses que te guiam!

Seja o novo! Crie história! Que as mãos do Criador lhe conduza… ARRASTA POVO!

George Giordano, Carnavalesco