Parceria com Centro de Estudos da Criança – CEC e a ONG NUCLERIO visa a inclusão de pessoas com deficiência nos desfiles da agremiação

Um escola de samba jovem, dinâmica e com uma diretoria visionária assume seu compromisso com a vertente social. O GRES Império Ricardense, grande campeão do  carnaval 2017, pela séria E, acaba de associar-se ao Centro de Estudos da Criança – CEC e a ONG NUCLERIO para selecionar vinte pessoas com autismo, deficiência física, superdotados e sindrômicos e incorporá-las ao seu time de componentes. O projeto foi batizado de ‘Samba para Todos’, mesmo nome da ala que contará com a participação dos vinte ‘ricardenses’.

A iniciativa será coordenada por Rosa Maria Duarte, Neuropsicóloga, Psicomotricista e Doutora em Psicologia e qualidade de vida, Tatiane Martins, Pedagoga e Psicopedagoga, e Gabriel de Souza Hentzy, acadêmico de Psicologia e pós graduando em psicomotricidade sistêmica. O trio comandará o processo de triagem que começa no dia 04 de julho e seguirá nos dias 18 de julho, 01 de agosto, 15 de agosto e 29 de agosto.

Para participar da triagem é preciso ter idade mínima de sete anos e comparecer à sede da agremiação acompanhado do responsável. No ato é preciso apresentar certidão de nascimento do participante, identidade e CPF do responsável, além do comprovante de residência. É obrigatório que o nome do responsável esteja na certidão de nascimento e no comprovante de residência. Se o participante estiver matriculado em alguma instituição de ensino, será preciso o comprovante  de escolaridade.

De acordo com Nino Smith, Presidente do Conselho Deliberativo do Império Ricardense, a inclusão de pessoas com deficiência é um desejo que acompanha a escola desde de 2015, ano em que foi fundada. “O Império Ricardense nasceu com a certeza de que um projeto dessa magnitude seria implementado logo nos primeiros anos de história no carnaval carioca. Acreditamos que oferecer oportunidades iguais de acesso a bens e serviços é o principal pilar para a transformação da nossa população e da nossa comunidade. A inclusão de pessoas com deficiência é, ao mesmo tempo, um desafio e uma necessidade”, pontua.

O Império Ricardense será a será a 3ª escola a desfilar na Estrada Intendente Magalhães pela série D, no dia 11 de fevereiro, domingo de carnaval.

Mais informações: Falar com Alice Smith pelo tel (21) 99318-3633

Quadra do GRES Império Ricardense – Av. Nazaré, 640 – Ricardo de Albuquerque, Rio de Janeiro – RJ

Crédito: Fê Fotógrafo

Sobre o GRES Império Ricardense:

Foi fundado no dia 19 de abril de 2015. Carrega em seu manto as cores verde, vermelho, branco e dourado. No carnaval 2016 conquistou a 3ª colocação no grupo E com o enredo ‘Meu Lugar’. Já no carnaval 2017, foi a primeira colocada pela Série E com o enredo ‘La Ultima Noche de Carnaval. Em 2018 fará sua estreia no Grupo D com o enredo ‘Awrè Bambá Lázaro: O mensageiro do oriki de Olodun’ uma grande homenagem ao ator Lázaro Ramos.