Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos do Jardim Bangu

O Leão da Zona Oeste!

A caçulinha de Bangu chegou!

bandeira jadim

Fundação: 1º/10/2016 (1 ano)

Cores: Vermelho, Verde e Branco

Símbolo(s): Leão

Bairro: Jardim Bangu

Sede/Quadra: Clube Acquamundi – Rua Roque Barbosa, 16, no bairro de Bangu, Rio de Janeiro, RJ

Barracão:

Presidente: André Silveira Mendes

Presidente de Honra:

Vice-Presidente:

Escola Madrinha: Unidos de Bangu

Bateria: Artistas do Ritmo

17155585_1442399929117617_74273934234944042_n 14563494_929416363830134_4252922454762824140_n

História: O G. R. E. S. Acadêmicos do Jardim Bangu é uma escola de samba da Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro.

Em sua estreia no Carnaval Carioca, a escola terminou na 4ª colocação com o enredo No jardim das quatro luas, reluz o machado de Xangô.

 

Carnaval 2018

Grupo: Série E

Ordem de Desfile: 8ª Escola a desfilar no Sábado, dia 17/02/2018, na Estrada Intendente Magalhães, Campinho/RJ

Enredo: “OS MISTÉRIOS DAS ÁGUAS DOCES, CANTOS E CONTOS.”

WhatsApp Image 2017-08-11 at 14.41.36

Logo: Divulgada

Sinopse: Divulgada

https://sambanaintendente.blog/2017/08/01/os-misterios-das-aguas-doces-cantos-e-contos-e-o-novo-enredo-da-academicos-do-jardim-bangu/

Carnavalesco: Fábio Carneiro

Diretor de Carnaval:

Diretor de Harmonia: Jota Lourenço

1º Casal de MS e PB: Hugo César e Livya Bergmann

2º Casal de MS e PB:

Coreógrafo da Comissão de Frente:

Coordenador da Ala de Passistas: Wallace Azevedo

Diretora da Ala das Baianas:

Diretor da Velha Guarda:

Presidente da Ala de Compositores:

Diretor de Bateria: Mestre Dilsinho de Xangô

Rainha de Bateria: Catiane Monsores

Musa: Andreza Almeida

Assessoria de Imprensa: Adriana Vieira

Autores do Samba-Enredo: Beto Felício, Raphael Olímpio e Alex Costa

Intérprete: Rodrigo Souza

Samba-Enredo: Definido

Doce recanto das águas serenas / Renova a fonte da inspiração
A imensidão do bem provedor dessa terra / Saudosa energia materna
Da vida ao meu “Jardim” de amor / Ouço o canto das águas, é ela…
É ela que inundou meu coração / Espelho de prata, no alto da pedra
Ê Yara, seu cantar me leva

Ê Oxum minha mamãe, me leva / Oromi má Oromi Mayor
Aiêiê aidan, não me deixe só

Pois sou pescador de ilusões / Trago nas embarcações a prosperidade
Cruz em credo, contam que aqui / Cobra Grande vai surgir… olhos cheios de maldade
Revés, Maldição… Aguapés / Onde a vida esbarra na poluição
A arte se faz ideal / Pelas mãos do local se torna salvação
Ao som do canto das lavadeiras / Histórias e mistérios de uma vida inteira

Vou me banhar na fé / Ao som do tambor me purificar
Meu Jardim Bangu deságua / Como um rio beijando o mar