Grêmio Recreativo Escola de Samba Independentes de Olaria

Alô minha alcateia olariense!

WhatsApp Image 2017-04-08 at 11.18.24

Fundação: 04/04/2017 (ano)

Cores: Azul e Branco

Símbolo(s): Lobo

Bairro: Olaria

Sede/Quadra: Rua Major Rêgo, 236, Olaria, Rio de Janeiro, RJ

Barracão:

Presidente: Brenno de Araújo Santos

Presidente de Honra:

Vice-Presidente: Moacir Gomes

Escola Madrinha: Imperatriz Leopoldinense

Bateria: Cadência de Olaria

História: O G. R. E. S. Independentes de Olaria é uma escola de samba da Região da Leopoldina, Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. As cores azul e branco são uma homenagem ao Olaria Atlético Clube. O azulão da Bariri. O símbolo é o lobo, aquele que lidera a alcateia, guerreiro e às vezes solitário.

*

Carnaval 2018

Grupo: Série E

Ordem de Desfile: 5ª Escola a desfilar no Sábado, dia 17/02/2018, na Estrada Intendente Magalhães, Campinho/RJ

Enredo: “JANAÍNA, A ÍNDIA QUE VIROU SEREIA DO MAR”

21151426_739729256219277_640305121433745416_n

Logo: Divulgada

Sinopse: Divulgada

https://sambanaintendente.blog/2017/08/30/independentes-de-olaria-divulgou-seu-enredo-e-sinopse-para-2018/

Carnavalescos: Guilherme Diniz, Rodrigo Marques e Vinícius do Nascimento

Diretores de Carnaval: Júlio Castellani e Vinícius Maia

Diretor de Harmonia: Luiz Carlos Oliveira “Luizinho”

1º Casal de MS e PB: João Victor e Dandara Luiza

2º Casal de MS e PB:

Coreógrafo da Comissão de Frente: Rafinha

Coordenador da Ala de Passistas:

Diretora da Ala das Baianas:

Diretor da Velha Guarda:

Presidente da Ala de Compositores:

Diretor de Bateria: Mestre Wellington Gomes

Rainha de Bateria: Ignez Perla

Musa:

Assessoria de Imprensa: Alex Sandro Gardel

Autores do Samba-Enredo: Richard Valença, Leozinho Nunes, Fernando Professor e Renan Diniz

Intérprete: Rodrigo Santos

Samba-Enredo: Definido

Ecoou… / Sob a lua iluminada / Em dia de festa / Acordes da floresta

Doce melodia a enfeitiçar / Do bailar dos botos pelos rios / Ao silêncio dos Tupinambás

Nos pés do ribeirão, foi Janaína / Pelas águas bailarinas / E se encantou

Na sua pele a morenice da manhã / A herdeira de Caupé / Encanta os olhos de Tupã

Laiálaiá / E o amor desabrochou / Se enfeitou / Num destino traiçoeiro

O mal a enganar seu coração / Se foi nas cinzas / Toda ira do trovão

E as lágrimas / Que inundam a aldeia / Na maré da lua cheia / Vão chegando ao rio mar

Oxalá intercede pela vida / Traz de volta a alegria / Para os braços de Iemanjá

E assim, renasce divina / Sereia menina cercada de axé / Rufam os tambores de magia

Lhe apresento Olaria / Minha escola vai passar

É de Jurema, e Carajá / É fundamento abençoado pelo mar

Uma escola Independente, paixão / Meu manto azul e branco / Vai te enfeitiçar

Desce a cabocla e lava a alma / Nas garras do lobo / Cheguei pra ficar