No dia 15 de abril, o Acadêmicos do Engenho da Rainha prepara uma grande festa, para apresentar oficialmente a diretoria que conduzirá o Carnaval da agremiação em 2019.

Toda a diretoria foi fechada há algumas semanas, porém os nomes estão sendo divulgados aos poucos, sem a pressa costumeira das agremiações.

Uma dupla que foi deixada para este momento, é o 1º casal de mestre-sala e porta-bandeira, que será representado por Rafa Gomes, estreante na escola e, Mônica Menezes, veterana do Carnaval.

Rafa Gomes começou em 2016 na Unidos de Vila Santa Tereza, e em 2018 esteve no Favo de Acari. Foi surpreendido após o Carnaval, com o convite da porta-bandeira Mônica.

“Mônica me convidou e posso dizer que ainda não estou acreditando, a ficha ainda não caiu (risos). Mas eu estou chegando para somar. Estou ciente da minha responsabilidade e ainda estou sonhando. É acordar dançando, passar o dia dançando. Muito treino, assistindo muitos vídeos, e muita aprendizagem, todos os dias.”

Pode-se dizer que o Engenho está com uma visão mais ousada, a ideia é colocar a escola em uma nova era, buscando a profissionalização, a organização e o planejamento.

“Sabemos que é uma coisa difícil no Carnaval, principalmente nas escolas do acesso que ainda tem um comportamento antigo, o que também é causado pela precariedade dos recursos. Mas temos que começar por algum lugar, e vamos buscar essa ousadia com as novas contratações, as novas visões de quem está chegando e também a valorização do nosso pessoal. Esse é o começo”, comentou o presidente Paulo Henrique, mais conhecido como PH.

Ao lado de Rafa Gomes brilha a porta-bandeira Mônica Menezes que mostrou um belo posicionamento na chegada de seu mais novo mestre-sala.

“Eu estava no lançamento do Cd da Série E e o Rafa se destacou, me chamou atenção naquela tarde. Observei e fiquei admirada com a dança dele. Podem até questionar por ele ter pouco tempo como mestre-sala, mas eu enxerguei um potencial muito grande nele. Soube que ele tinha se desligado da escola em que ele estava, então fiz o contato e marcamos de conversar sobre a possível vinda para o Engenho. Ensaiamos, ele dança muito bem, posso dizer que é uma promessa no Carnaval. E uma característica muito boa é que ele ouve, está aberto às críticas, opiniões, ao aprendizado. Tem uma postura e uma elegância muito bonitas. Tenho certeza que teremos tempo suficiente para ensaiar e estarmos muito bem preparados para 2019. Mas quero deixar principalmente um recado aos meninos e meninas que acham que quando estão em um evento não tem ninguém olhando , ninguém reparando, que estão enganados. Sempre tem alguém observando e é aí que pode estar a chance que você estava esperando. Estamos muito felizes.”

Foto: Divulgação