Santa Marta reduz calendário de disputa e gravará sambas concorrentes em sua quadra

Novo formato visa a redução de custos para os compositores

A Mocidade Unida do Santa Marta que definiu “Dona Marta é superstar no país onde a carne mais barata do mercado é a carne negra” como o enredo que apresentará na Intendente Magalhães no Carnaval 2019 já se prepara para a grande disputa do samba-enredo que servirá de trilha sonora para o próximo ano. Visando a redução de custos para o compositor, a agremiação reduzirá o calendário de disputa de sambas e gravará os sambas concorrentes em sua própria quadra.

A direção definiu as datas do concurso que dessa vez será mais curta, com a intenção de conter gastos gerados para os compositores, deixando também a disputa mais dinâmica e prática. Para completar, os compositores concorrentes irão gravar suas obras na própria escola, evitando custos com estúdio. Quem for concorrer vai entregar apenas a letra do samba. A gravação contará com a participação de mestre Sidão, ritmistas, intérprete da parceria e autores da obra.

– É um novo formato. Nosso objetivo é resistir e manter viva a cultura do concurso e eliminar custos para o compositor. Tentamos fazer algo que fosse bom para a escola e para os compositores. Teremos apenas a gravação com apresentação, semifinal e final -, explicou Ulysses Beléu, diretor de carnaval.

Confira as datas:

25/09 – Atendimento do carnavalesco aos compositores das 20 às 21 horas

06/10 – Entrega da letra e gravação dos sambas concorrentes de 14 às 17 horas

14/10 – Semifinal às 17 horas

20/10 – Grande final do concurso de sambas-enredo às 22 horas

A Mocidade Unida do Santa Marta será a 12ª escola a desfilar pela Série D de LIESB lutando pelo campeonato.