Sinopse do Boi da Ilha do Governador

Publicado por

G. R. E. S. BOI DA ILHA DO GOVERNADOR

CARNAVAL 2022

“ITO- …nas asas do Amor, faz da vida MELODIA”

Presidente: MARCELO SANTOS

Diretor de Carnaval: JUNIOR NOVA GERAÇÃO

JUSTIFICATIVA

O G.R.E.S. Boi da Ilha do Governador apresenta, para o Carnaval 2022, o enredo “ITO- …nas asas do Amor, faz da vida MELODIA”, que objetiva homenagear o conhecido cantor, intérprete de sambas de enredo e compositor Ito Melodia, filho do saudoso Aroldo Melodia.

O comprometimento da Agremiação em desenvolver enredos ligados à cultura, geral ou local, como personalidades e fatos insulanos, e considerando o artista neste contexto, justifica o presente enredo, uma vez que a grande representatividade de Ito Melodia nos eventos sócio-culturais, onde participa ativamente, é nascido e criado na Ilha do Governador.

Vamos homenagear e festejar junto ao artista, através de sua história rica em cultura, e desenhada sob o signo do AMOR.

GUILHERME ALEXANDRE

Carnavalesco

SINOPSE

“Cada nota deixa em nós uma lembrança, mas é a Melodia inteira que conta uma história”.                 (Paulo Coelho)

Eis minha história de vida!… A vida te oferece os caminhos, mas só você compõe sua Melodia…

E, como protagonista desta história,

Desde cedo, componho minha Melodia,

Em casa, a música era diversão

E, às vezes, o ganha-pão…

Na labuta, carregador, cozinheiro,

Servente e até carreteiro…

Criança da comunidade

Nossa Senhora das Graças

Cresci, ajudando os pais

Trabalhando noite e dia.

Mas tristeza não havia!

 

O samba estava nas veias,

Seu Aroldo já previa

Partindo do “Brasil Brasileiro”

Soltei a voz pro mundo inteiro!

Se De Bar em Bar,

“Tomei umas” com Didi,

Em Nas Encruzilhadas da Vida Entre Becos e Vielas”, refleti.

 

Assim, …meu ofício aprendi!….

Entre interpretações e composições,

Vários prêmios adquiri!!!

 

Conquistas, vitórias!…

Não teriam tal valor, sem um fio condutor.

Que se traduz, no âmago deste pensador,

Na palavra AMOR!!!

 

Amor ao Carnaval,

Onde, entre cores, alegrias e dedicação,

Exerço a profissão!!!

 

Amor à Religião,

Que o grande amigo, irmão,

No momento de aflição,

Apresentou-me à “Redenção”!

Modupé Pai Ogum

À ti, bato os atabaques,

 

Se tenho força e determinação,

É seu axé em aprovação!

Dona Cigana, não só leu o meu destino,

Como iluminou meus passos,

Com harmonia e amor a tudo que faço.

 

Amor à Família!

Sem ela, nada sou!

A vida me presenteou

Com as Três Marias de minha constelação:

Maria de Lourdes- “Mãe Dedicação”,

Maria do Carmo- “Esposa Musa-Inspiração”,

Maria Alice- “Filha Realização”!

 

Também sou Amor aos Anjos Azuis do Samba!

Não me calo aos projetos sociais

Solto a voz em prol da conscientização!

Autistas são anjos “estranhos”

À sociedade “normal”?

Ou somos nós os grandes náufragos,

Nos encaixando às convenções?

Fica a reflexão!!!!

Nesse momento difícil,

Entre perdas e desatinos,

“Amor de Pai – o Samba em minha Vida”

Vou preparando com carinho e dedicação,

Para alegrar seu coração.

 

Hoje, sou só alegria!

Em comemoração honrosa,

Conto com o Boi da Ilha,

Esta história em verso e prosa!

 

Muito prazer!

Sou ITO MELODIA- nas asas do Amor…

 

BIOGRAFIA

Acraílton Forde, mais conhecido como Ito Melodia – Rio de Janeiro, 25 de julho de 1969 – é cantor, compositor e instrumentista do samba, terceiro filho homem do compositor e intérprete da samba-enredo Aroldo Melodia, nascido e criado na comunidade Nossa Senhora das Graças, conhecida como morro do “Boogie Woogie”, na Ilha do Governador, Rio de Janeiro.

Começou a trabalhar muito cedo, nos afazeres de casa e carregando trouxas de roupas de madames, sempre para ajudar sua mãe, a quem é muito apegado. Trabalhou como cozinheiro, servente em uma fábrica de refrigerantes e fazendo bicos de carreto nas feiras do bairro.

Começou a frequentar desde criança a quadra e as rodas de samba na União da Ilha do Governador, acompanhando o pai, mas não era a primeira opção de Aroldo Melodia para sucedê-lo, ele vinha em terceiro lugar, pois a aposta era em seus dois irmãos mais velhos. Mas, como o samba estava nas veias, integrou o grupo Brasil Brasileiro, atuando como cantor e percussionista, nos anos de 1983 a 1993 e fez parte do bloco carnavalesco Balanço do Cocotá. Em 1991, em companhia do pai, começando a ser preparado para substituir Aroldo, cantou na avenida o samba enredo da União da Ilha “De Bar em Bar, Didi o Poeta”. Em 1992, foi apoio no carro de som da escola e gravou o clipe do samba de 1992 “Sou mais
minha Ilha” nas chamadas de tv do Carnaval Globeleza. Em 1996, foi alçado à condição de intérprete principal da União da Ilha, dividindo o cargo com Aroldo para cantar o samba enredo “A Viagem da Pintada Encantada”. No ano seguinte (1997), já com Aroldo aposentado, Ito foi o protagonista, conduzindo a escola com o samba “Cidade Maravilhosa – o Sonho de Pereira Passos”.

Logo após o carnaval de 1997, a direção da União da Ilha contratou Rixxah para cantar o samba da escola e Ito Melodia foi dispensado. O jovem, então, aceitou o convite para cantar na Porto da Pedra, no carnaval de 1999, interpretando o samba de enredo “Na Farofa do Confete Tem Limão e Serpentina”, no Grupo de Acesso. A escola de São Gonçalo conquistou o vice-campeonato na categoria e ascendeu ao Grupo Especial. Ito ainda permaneceu por mais dois anos no tigre vermelho e branco, interpretando os sambas de enredo “Ordem, Progresso, Amor e Folia no Milênio da Fantasia” (2000) e “Crescer e Viver! Agora é Lei” (2001). Durante seis anos foi intérprete das Escolas de Samba Estrela Dalva, Tamandaré e Mocidade Alegre de Guaratinguetá e da Sapopemba, em São Paulo. Um convite irrecusável o fez voltar à sua “escola de coração” União da Ilha em 2002, onde é intérprete desde então, e ano em que a escola insulana retornava ao Grupo A, interpretando o samba de enredo “Folias de Caxias- De João a João”. Ainda no mesmo ano, foi um dos compositores do samba da Unidos da Ponte, agraciado com o Estandarte de Ouro de melhor samba do Grupo de Acesso, com o samba de enredo “De Minas Para o Brasil, Tancredo Neves o Mártir da Nova República”. De 2003 a 2009, interpretou os sambas de enredo: “Chega em seu Cavalinho Azul uma Bruxinha Boa” (2003), “Com Pandeiro ou sem Pandeiro… eu Brinco. Com Dinheiro ou sem Dinheiro… eu Também Brinco” (2004- ano em que foi contratado pela Empresa de Turismo RIOTUR para realizar shows no Terreirão do Samba e bairros da Cidade Maravilhosa), “Das veredas dos Trilhos a um Sonho de Fé… A Ilha Traz a Conquista do Pináculo Corcovado Tentação” (2005), “Das Minas Del Rei São João” (2006), “Ripa na Tulipa, Ilha” (2007), “É Hoje o Dia” (2008) e “Viajar é Preciso – Viagens Extraordinárias Através de Mundos Conhecidos e Desconhecidos” (2009). Em 2010, ele ganhou os prêmios Estandarte de Ouro, Tamborim de Ouro e Sambario de melhor intérprete retorno da União da Ilha ao Grupo Especial, com o enredo “Dom Quixote de La Mancha, o Cavaleiro dos Sonhos Impossíveis” e os prêmios Estandarte de Ouro e Estrela do Carnaval de melhor samba do grupo de Acesso, com o enredo “Suprema Jinga- Senhora do Trono Brazngola”, este defendido pela Império da Tijuca. Neste ano, lança seu primeiro CD ”O Samba em Minha Vida” , que incluiu treze faixas, dentre as quais “Fuzuê”, “Minha Santa Mãe”, “Pra Sempre em Minha Vida” e “Pura Melodia” de sua autoria com parceiros. Em 2011, além de cantar o enredo “O Mistério da Vida” na União da Ilha, onde novamente foi premiado com o Estandarte de Ouro como melhor intérprete, cantou na escola capixaba Unidos de Barreiros e no carnaval fora de época em Uruguaiana, na escola gaúcha Cova da Onça.

Em 2012, cantou o enredo “De Londres ao Rio: Era uma vez… uma Ilha”. Em 2013 recebeu o prêmio Estrela do Carnaval, interpretando o enredo “Vinícius, no Plural: Paixão, Poesia e Carnaval”. Em 2014, cantou “É Brinquedo, é Brincadeira. A Ilha vai levantar poeira”. Para 2015, interpretou “Beleza Pura?” recebendo o prêmio Tamborim de Ouro. Em 2016, “Olímpico por natureza. Todo mundo se encontra no Rio!” deu a Ito mais um prêmio Estandarte de Ouro de melhor intérprete, repetindo o feito em 2017, cantando o enredo ”Nzara Ndembu- Glória ao Senhor Tempo”. De 2018 a 2020, interpretou, respectivamente, os enredos: “Brasil, Bom de Boca”, “A Peleja Poética entre Raquel e Alencar no Avarandado do Céu” e “Nas Encruzilhadas da Vida, entre Becos, Ruas e Vielas”. Para o carnaval 2022, Ito continuará à frente do carro de som da União da Ilha, rebaixada para a Série Ouro, defendendo o enredo “O Vendedor de Orações”.

Nas eleições de 2018, Ito candidatou-se à deputado federal pelo PTC. Recebeu 3.405 votos não sendo eleito.

O ARTISTA, PELO ARTISTA

Ito conta um pouco de sua vida, da infância na favela do Boogle Woogle, onde viveu por 33 anos, passando pela história no samba, ao lado do pai e parceiros e a vida com suas três Marias: Maria de Lourdes (mãe), Maria do Carmo (esposa) e Maria Alice (filha), e como conheceu Maria do Carmo, através de coincidências, preces e novenas, que teve como fio condutor a tia Jandira.

– Maria do Carmo é a musa de minha canção “Maria”.

– Tudo o que tenho devo ao Carnaval, ao samba, aos Orixás, à minha família.

– Meu grande amigo, irmão, Anderson Miranda, na hora do “aperto” me apresentou ao mundo espiritual, quando conheci meu Orixá Ogum e a entidade que me abriu a ‘porta da luz” – Dona Cigana- e me conduziu à harmonia, sucesso e amor a tudo que tenho e faço.

– fora do Carnaval, promovo a roda de samba “Feijão & Melodia” – que a cada mês reúne ícones do samba na quadra da União da Ilha.

– Como voluntário em projetos sociais, idealizei o Compartilha, hoje em projeto estruturado, denominado Anjos Azuis do Samba, que atua em prol da conscientização sobre o autismo, do qual resultou o samba “Sou um artista de um mundo solitário”, escrito com Gugu das Candongas.

“Convivi com as crianças, ouvindo-as no jeito delas de falar, seus gestos, e me apaixonei pela causa. Foi feito com amor e um toque de Deus, e hoje temos mais de 1 milhão de visualizações do vídeo”, comemora ele.

– Venho preparando com muito carinho, neste momento de pandemia, meu novo CD “Amor de Pai – o Samba em minha Vida”.

 

Pesquisa:

Internet – Wikipédia- A enciclopédia livre

– Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira

– Samba, nostalgia e Carnaval com Ito Melodia – Manaus.com

In loco – Em reunião presencial com o artista.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.