Coreografando na Intendente / Série de Entrevistas

Publicado por

Coreógrafos da Intendente

Nome: Adilson Lourenço

Profissão: Ator, Bailarino e Coreógrafo

Idade: 34 anos

Escola do Coração: Unidos de Vila Isabel

1. Como você descobriu a dança?

Através de um espetáculo que assisti na rua. Fiquei encantado e dali resolvi que a dança era o que eu queria para a minha vida. Comecei a estudar dança, passando por diversas escolas de dança e cia de dança.

2. Conte-nos a sua trajetória no Carnaval?

Eu comecei no carnaval como bailarino, desfilando em diversas comissões de frente como Unidos do Porto da Pedra, Alegria da Zona Sul, Império da Tijuca entre outras. Depois passei a ser assistente coreográfico e logo depois fui convidado para ser coreógrafo. Em 2009 assumi minha primeira comissão de frente que foi na Lins Imperial no antigo Grupo B que desfilava no Sambódromo. De lá pra cá, já coreografei várias comissões de frente, como: Vizinha Faladeira, Unidos do Cabuçu, Acadêmicos do Engenho da Rainha, Em Cima da Hora, Unidos de Manguinhos entre outras. Como coreógrafo de ala e guardiões já passei pela Alegria da Zona Sul, Unidos da Ponte, Unidos de Vila Isabel e São Clemente. Tenho vários prêmios de melhor comissão de frente: Osk do Samba 2015, Prêmio Samba na Veia 2018, Samba é Nosso 2016, Ziriguidum 2015, Elite do Samba 2015/2016, Troféu Estrela de Ouro 2018/2019, Troféu Pavilhão de Ouro 2019, Troféu O Sambista 2017.

3. Como surgiu este amor pela comissão de frente?

Minha paixão por comissão começou quando eu vi pela primeira vez a comissão de frente da Mangueira, coreografada por Carlinhos de Jesus no ano de 2000.

4. Quem é o teu ídolo na função de coreógrafo da comissão de frente?

Carlinhos de Jesus e Marcelo Misailidis.

5. Uma Comissão de frente inesquecível.

Mangueira ‘Dom Oba’ 2000.

6. As comissões de frente perderam a sua função primordial que é apresentar a escola? Você prefere a comissão tradicional ou a moderna?

Na minha opinião, nós temos que dançar conforme a música. Hoje o que está a todo vapor são as comissões de frente modernas, eu até prefiro. Mas já tivemos o momento das tradicionais. Atualmente, você levar uma comissão tradicional para avenida é um risco que se tem.

7. Você pretende coreografar mais escolas em 2020?

Pretendo sim, aguardando propostas também! RS

8. Quem integra a sua Comissão e quando começarão os ensaios?

Contando comigo, eu tenho uma equipe de 15 pessoas. Bailarinos e atores profissionais. Eu costumo, independente de qual grupo eu esteja coreografando, dar 3 meses de ensaios, com uma carga horária de 4 a 5 horas de ensaios, buscando sempre fazer o melhor e um trabalho de qualidade.

9. Fale-nos da(s) sua(s) Comissão(ões) de 2019?

Em 2019 coreografei as comissões de frente da Vizinha Faladeira (B) e Unidos de Manguinhos (E). Alas coreografadas e guardiões Unidos da Ponte e São Clemente.

10. Qual é o seu maior sonho?

Conseguir um espaço na Série A e poder mostrar meu trabalho junto com a minha equipe.

11. Deixe-nos uma mensagem para a galera que acompanha o Carnaval da Intendente.

Gostaria de agradecer o carinho que vocês sempre tem conosco. E é sempre um prazer participar do Samba na Intendente, vocês sempre dando espaço para que possamos estar mostrando os nossos trabalhos, um forte abraço! Aguardem que em 2020 o espetáculo não será diferente.

Muito obrigado Adilson Lourenço pela participação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s