Coreografando na Intendente / Série de Entrevistas

Publicado por

Coreógrafos da Intendente

Nome: Wanderson Bezerra Cirilo “Wanderson Cyrilo”

Profissão: Dançarino Profissional

Idade: 25 anos

Escola do Coração: Acadêmicos do Salgueiro

1. Como você descobriu a dança?

A dança chegou até mim e me despertou algo diferente através dos Musicais Disney e Filmes do Gênero, além dos Clipes de Cantores Internacionais com grande influência do Hip Hop e R&B e também ao assistir as comissões de frente nos desfiles das escolas de samba ainda quando criança. Ainda não havia tido contato real com a dança e só iniciei na fase de adolescente pra adulto (pra muitos um pouco tarde até) porém, eu decidi que era isso que eu queria pra vida e viveria integralmente pra isso. A partir daí comecei a me aperfeiçoar em alguns estilos como Danças Urbanas, Ballet, Jazz, Dança Afro, Stiletto e Contemporâneo, com um grande foco na Dança Show, categoria na qual sou registrado pelo SPDRJ (Sindicato dos Profissionais da Dança do Rio de Janeiro). Outro seguimento em que iniciei foi no Teatro Musical, onde pude explorar um pouco de tudo que aprendi.

2. Conte-nos a sua trajetória no Carnaval?

Eu iniciei no Carnaval no ano de 2016 onde tive a oportunidade de aprender muito sobre comissões de frente e entender um pouco mais afundo desse universo do Carnaval, iniciando nas escolas do Grupo de Acesso onde desfilei em algumas comissões, na Intendente Magalhães no RJ e também no Carnaval de Vitória – ES. Em seguida, recebi o convite para estrear na Sapucaí como bailarino, dando um novo passo e me firmando de vez no Carnaval Carioca. Com tudo isso Resolvi me dedicar e aperfeiçoar ainda mais, até o momento em que tive o prazer de receber o convite para coreografar a minha primeira Comissão de Frente que foi da Sereno de Campo Grande 2019, podendo mostrar um pouco do meu trabalho coreográfico na Intendente. E a partir daí pretendo encarar novos desafios pela frente e não parar mais.

3. Como surgiu este amor pela comissão de frente?

Eu me recordo de assistir aos desfiles pela televisão desde pequeno e foi algo que sempre me chamou atenção. Mas só depois de iniciar na dança e criar coragem pra entender mais sobre esse mundo, foi que iniciei e me apaixonei ainda mais, tendo o prazer de não só dançar mas também criar.

4. Quem é o teu ídolo na função de coreógrafo da comissão de frente?

Minha referência é o Coreógrafo Alex Neoral, pela sua inteligência e pelo modo em que conduz seu trabalho na avenida. Gosto do seu estilo e no modo em que explora as coreografias em suas comissões de frente, não só de forma lúdica, mas também na qualidade em que traz na execução das danças.

5. Uma Comissão de frente inesquecível.

Uma comissão de frente inesquecível pra mim foi da Paraíso do Tuiuti 2018, com o Coreógrafo Patrick Carvalho. Foi um trabalho que me marcou pela emoção trouxe e da maneira em que foi entregue, com muita competência.

6. As comissões de frente perderam a sua função primordial que é apresentar a escola? Você prefere a comissão tradicional ou a moderna?

As comissões não perderam totalmente a sua função pois ainda existem belíssimos trabalhos que trazem a proposta e cumprem com o que é pedido. E particularmente sou a favor da comissão de frente tradicional, eu compreendo que hoje existem diversos recursos que auxiliam numa comissão, mas eu valorizo mais o pé no chão literalmente, onde o objetivo é mostrar a capacidade de trazer um trabalho coreográfico consiste e com qualidade. Claro que para isso nem sempre depende apenas do Coreógrafo pois existem questões em que não podemos trabalhar desta forma. Mas no meu ponto de vista a forma tradicional tem seu valor.

7. Você pretende coreografar escolas em 2020?

Estou estudando sim a possibilidade e já adianto que estou com algumas questões quase fechadas pra um novo trabalho coreográfico. Nada certo até o momento.

8. Quem integra a sua Comissão e quando começarão os ensaios?

Eu gosto muito de inserir as pessoas que estão ao meu lado, meus amigos me ajudam muito e confiam no meu trabalho quando faço o convite para integrar uma comissão. A maioria já são bailarinos.

9. Qual é o seu maior sonho?

Poder levar um pouco de tudo que acredito através da dança, ser um formador de opiniões dentro deste seguimento e continuar no caminho para ter o reconhecimento, das pessoas saberem quem é Wanderson Cyrilo.

10. Fale-nos da(s) sua(s) Comissão(ões) de 2019?

Eu tive muita sorte de pegar está comissão, pois a proposta do enredo “SER OU NÃO SER, NÃO É A QUESTÃO” um assunto bem atual com se trata de diversidade, preconceito e etc… Eu pude explorar bem dentro do que foi pedido e acho que consegui levar o recado para o público.

11. Deixe-nos uma mensagem para a galera que acompanha o Carnaval da Intendente.

Continuem acreditando no Carnaval Carioca, na cultura, que é tão pouco valorizado no nosso país e através disso podemos nos continuar propagando a arte de forma geral, acho um espaço muito importante e que mostra o talento de muitas pessoas que não tem o mesmo reconhecimento fora no carnaval. Então eu repito, continuemos resistindo para que possamos melhorar e continuar fazendo o que amamos fazer, ARTE.

Muito obrigado Wanderson Cyrilo pela participação.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s