RECORDANDO CARNAVAIS – Eu era feliz e não sabia…

Publicado por

RECORDANDO CARNAVAIS

CLUBE CARNAVALESCO ESCOLA DE SAMBA FLOR DA MINA DO ANDARAÍ

CARNAVAL DE 2009

EU ERA FELIZ E NÃO SABIA…

DADOS DO DESFILE

Resultado: 2ª Colocada do Grupo RJ2 (4ª divisão) da AESCRJ com 159,8 pontos

Data, Local e Ordem de Desfile: 9ª Escola a desfilar no Grupo RJ 2 em 22/02/2009, Domingo, Estrada Intendente Magalhães, Campinho

Autor do Enredo: Dr. Eurico Galhardi

Carnavalescos: Rodrigo Sampaio e Diangelo Fernandes

Presidente Administrativo: Antônio Carlos Santos “Carlinhos Melodia”

Vice-Presidente Administrativo: Odair dos Santos

Diretor de Carnaval: Célio Gouveia

Diretores de Harmonia e de Evolução: Márcio Niterói e Jorge Justino

1º Casal de MS e PB: Carlos Alberto Costa “Carlos Twister” e Natália Pereira

2º Casal de MS e PB: Léo e Luiza Mendes

3º Casal de MS e PB: Sérgio “Serginho Sorriso” e Caroline Santos “Carol”

Diretor de Bateria: Mestre Renato Rodrigues

Rainha de Bateria: Roberta Silva

Coreógrafo da Comissão de Frente: Fábio Batista

Responsáveis pela Ala das Baianas: Dona Naná

Responsável pela Ala das Crianças: Patrícia Petizes da Penha

Responsável pela Galeria da Velha-Guarda: Roberto Teixeira

Contingente: 03 Carros Alegóricos

SAMBA-ENREDO

Autores: Paulo Ferreira, Dani Coutinho, LP Santos, Lalai, Sarito, Chamarelli, Zacarias, Tiago Aniceto, LT e Nilson de Jesus

Intérprete: Carlos Júnior

Hoje eu acordei de um lindo sonho / A doce infância recordei

Eu era feliz e não sabia / Agora vejo o quanto me enganei

A professora, amor / Não só ensinou o bê-a-bá

Me mostrou que o caminho é a educação / Pra quem quer caminhar

Brinquei de roda, rodei pião / Amarelinha de pé no chão

O carequinha anunciou, tem marmelada

Provocando um fuzuê na criançada

A máquina do tempo não para / Por onde ela passa deixa saudade

Porque será que está tudo mudado? / Falta amor por todo lado

Veja que situação! / Se esta rua fosse minha

Eu mandava construir uma comunidade

Sem as barbaridades que acabo de assistir

Minha Flor da Mina sacode a massa / Esbanja alegria por onde passa

Desponta na avenida a emoção / Quero gritar mais uma vez é campeão

Justificativa:

Nosso tema e de grande reflexão do mundo em que vivíamos na nossa infância…

Em nossa tenra idade, vislumbrávamos em um universo fantástico que somente a mente infantil é capaz de criar.

Castelos, heróis, Fadas e personagens que habitam o subconsciente de uma criança transformam o sonho em realidade.

Através de um olhar lúdico, percebemos que os heróis produzidos na mente de uma criança, no futuro esbarram-se no cotidiano vivido hoje.

Através da magnífica máquina do tempo da Flor da Mina do Andaraí, que somente o Carnaval pode construir, vamos percorrer esse universo fascinante.

Vamos embarcar nessa viagem…

Sinopse:

A Máquina parte rumo ao grande universo infantil.

Recriamos a nossa infância bela,

E vivenciamos como era gostoso aquele tempo,

Vamos recriar nossa linda aquarela…

Através dela unir paixão, sonhos, fantasias e grandes emoções…

Brincadeiras de rua, como era gostoso brincar,

Amarelinha pique de esconde, esconde,

Soltar pipa, roda pião, que vontade de jogar,

Ao mestre com carinho, que me ensinou o bê a ba

Traçando na minha vida este nobre caminho…

A literatura outro capítulo ímpar nessa aventura,

Sítio do Pica Pau, Amarelo, tem a Cuca que quer me pegar,

Quando me junto a Pedrinho e Narizinho,

A Tia Benta não vai deixar…

Tem gordo, tem magro, tem desajeitado, reis de ilusões

Que eram tão engraçados,

Mas na verdade todos também eram crianças,

E máquina não parou…

E fez o jeito moleque e atrevido dos trapalhões e chaves,

Alegrar multidões, Sem agredir, somente fazendo sorrir,

Fez-me ver um mundo divertido e cheio de emoções…

No Circo o Palhaço encanta e me mata de tanto rir,

O Elefante que é grande não me assusta quando passa perto de mim…

Malabares, trapezistas, homem bala quanta emoção,

O Circo é explosão da vida no meu coração…

Quando a máquina regressou

Vejo como a vida não é mais a mesma,

Nas ruas crianças sem palhaço, sem traço e sem onde ir,

Hoje sou vencedor e tenho motivo pra sorrir…

Mas foi graças a minha linda infância

Que me tornei um grande herói,

Sou o mocinho nessa história,

Onde conquistei todas as glórias

Aprendi e ensinei aos meus descendentes que é repartindo

Que se soma para construir um mundo melhor

sou o cavaleiro da esperança

Mas no fundo do meu coração

eu queria ser para toda a minha nação,

Para valer os deveres e direitos de todo cidadão brasileiro…

A educação é o maior investimento…

Hoje me fiz criança

Hoje me fiz criança

Voltei-me todo na lembrança

Nos anos idos da minha infância

Os dias mais puro da minha inocência

Fiquei a cantar modinhas

Lembrei-me daquela “SE ESSA RUA, SE ESSA RUA FOSSE MINHA”

Voltei a soltar pipas e rodar pião

Cantei cantigas de São João e até soltei balão

Joguei bola de gude, marraio sou rei, sigo acompanhando

Mesa, bola ou bulica, mata-mata, corridinha, risco no chão

Um dois três, a vera, a brinca

Fiz-me menino rude, De atiradeira em punho

Fiquei a ameaçar o mundo

Voltei a ser menino de escola

Caminhando descalço com os livros na sacola

Minha merenda pão e banana

Rezávamos ao entrar e antes e depois da refeição e recreio

Dávamos graças pelo pouco que tínhamos

E pelo muito que recebíamos

Momentos cheios de emoções

Como assim também são as vidas

De muitas crianças e adolescentes

Que hoje estou vendo pelas marquises e calçadas

São pedras brutas, no mundo atiradas

O então destino vem de mansinho

Coloca-as nas mãos estranhas de um lapidador

Que pode ser um artista correto

Ardente escultor, incomparável criador

Fará desta vida uma joia de valor

Ou mero objeto de simples esplendor?

Carnavalescos: Rodrigo Sampaio e Diangelo Fernandes

Autor do Enredo: Dr. Eurico Galhardi

Fontes:

Samba na Intendente

Galeria do Samba

Academia do Samba

Apoteoso.com

Wikiwand

Vídeo postado no Canal do Youtube de Ricardo Delezcluze

Vídeo postado no Canal do Youtube Ziriguidum

Obrigado ao carnavalesco Diangelo Fernandes pela ajuda!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.