Confira a entrevista concedida por Yuri Freire Presidente do Grêmio Recreativo Escola de Samba Sociedade Razões de Almeida. A escola será a 4ª a desfilar na Série E na Intendente Magalhães no Carnaval de 2018 em sua estreia no Carnaval Carioca.

Samba na Intendente: Fundação?

Yuri Freire: Fundação março de 2017, essa é a data oficial. A Sociedade é um projeto antigo, a alguns anos nós vínhamos reunindo adeptos, e apresentando a nossa proposta de carnaval, formamos a diretoria da escola e começamos a nos organizar. E graças a Deus esse ano conseguimos fundar oficialmente a escola.

Samba na Intendente: A escola já desfilou como bloco?

Yuri Freire: Não. A diretoria da escola se reuniu em 2016 com o propósito de desfilar no carnaval do Rio de Janeiro em 2017, mas passamos por alguns problemas internos e isso acabou nos impossibilitando de conseguir tirar o projeto do papel. Cogitamos a hipótese de desfilar como bloco em 2017 mas essa ideia acabou não amadurecendo.

Samba na Intendente: De onde veio a inspiração para o nome da escola?

Yuri Freire: Razões de Almeida é nome de família, nós da diretoria já havíamos decidido que a escola se chamaria Sociedade Razões de Almeida até por ser um nome incomum dentre as escolas de samba.

Samba na Intendente: Seria uma escola familiar?

Yuri Freire: Não, não é uma escola familiar, apesar do nome ser de família a nossa diretoria possui pessoas de diferentes famílias, são amigos, apaixonados por carnaval e pessoas que acreditaram no projeto da escola e ajudaram a colocar em prática

Samba na Intendente: Onde é a sede da Escola? Tem quadra?

Yuri Freire: Essa pergunta eu vou pular porque tem uma surpresa mas o que eu posso adiantar é que a escola é do bairro de Neves em São Gonçalo.

Samba na Intendente: Vão ter dois gatos na Série E, tem algum significado especial do símbolo da escola?

Yuri Freire: Kkkkk O gato representa também uma forma de cumplicidade com o homem. Muitos consideram o gato como um grande amigo ou como membro da família. A Sociedade buscou para seu símbolo um animal amado, querido pela maioria das pessoas, mas ao mesmo tempo inteligente, ágil, forte e feroz sem sombra de dúvida.

Samba na Intendente: A escola seria dissidente da Porto da Pedra?

Yuri Freire: Não considero uma dissidência. Eu fiz parte da Unidos do Porto da Pedra por quase dez anos, entrei na escola como componente, lá fui intérprete mirim, harmonia, departamento de eventos, fui quase tudo que um sambista pode ser. Apesar do vermelho e branco no pavilhão não considero dissidência, considero como uma nova escola que surge para dar opções ao gonçalense, e para encher de orgulho a população de São Gonçalo, assim como a nossa co-irmã Porto da Pedra.

Samba na Intendente: A escola tem alguma ligação com a Unidos do Sacramento?

Yuri Freire: Não, a Sociedade admira e respeita, e tem um carinho muito grande pelo Sacramento e toda sua diretoria, mas somos apenas co-irmãs.

Samba na Intendente: A escola tem escola madrinha? Pretende convidar a Unidos do Porto da Pedra?

Yuri Freire: A Sociedade admira todas as agremiações carnavalescas e tem respeito por todas, sendo assim nós ainda não oficializamos a nossa escola madrinha, mas acredito que não seja a Porto da Pedra.

Samba na Intendente: Por que desfilar no Rio de Janeiro?

Yuri Freire: O Rio de Janeiro é a capital mundial do samba e do carnaval, o sonho de toda agremiação é um dia poder desfilar na Marquês de Sapucaí, e não é diferente com a Sociedade; nós buscamos o crescimento dentro do carnaval, buscamos alcançar sonhos mais altos e o caminho é esse que estamos trilhando.

Existem dificuldades, existem barreiras mas a Sociedade é do povo, e com garra e determinação chegaremos lá mesmo que esse trajeto demore bastante, nós temos paciência.

Samba na Intendente: A escola já tem enredo, carnavalesco?

Yuri Freire: Nós estamos em negociação com a nossa equipe, existem 3 possibilidades de enredo e muito em breve estaremos divulgando.

Samba na Intendente: Qual é o objetivo da escola neste primeiro ano de Intendente?

Yuri Freire: O objetivo de toda escola de samba é ser campeã, no caso do grupo E o objetivo é conseguir subir para o grupo D, mas a nossa prioridade é fazer um bom trabalho, um trabalho sério, comprometido com o carnaval. Ganhar ou perder é consequência.

Samba na Intendente: Deixe-nos uma mensagem final?

Yuri Freire: Bom, eu quero agradecer a LIESB por ter nos recebido muito bem, agradecer ao presidente da entidade Gustavo Barros pela carinho com o povo gonçalense e com a nossa escola, agradecer também a todos que colaboraram de alguma forma para que esse sonho pudesse se tornar realidade em especial a minha mãe Simone Freire que foi e é uma grande incentivadora e parceira desse nosso projeto.

E dizer a todos os gonçalenses que a Sociedade é do povo, é de todos vocês, as portas da nossa escola sempre estarão abertas para receber a todos, tenho certeza que a garra e a determinação de todos vocês serão decisivos! O meu muito obrigado em nome de toda família Sociedade, em nome de toda família Razões de Almeida e que o carnaval 2018 Seja de vitórias!

Muito obrigado Yuri Freire pela entrevista e boa sorte a nova escola!

17883581_1277583435665563_2844252571107143277_n