Grêmio Recreativo Escola de Samba Arrasta Povo

A Caçulinha de Madureira!

17457440_1264782036962980_2700815121077824448_n

Fundação: 28/03/2017 (ano)

Cores: Verde e Branco

Símbolo(s): Instrumentos Musicais e uma Coroa

Bairro: Madureira

Sede/Quadra: Colégio Carmela Dutra – Av. Ministro Edgard Romero, 491, Madureira, Rio de Janeiro, RJ

Barracão:

Presidente: Henrique Alves

Presidente de Honra: Monique Baraúna

Vice-Presidente:

Escola Madrinha: Império Serrano

Bateria: Batucada do Povo

 

História: O G. R. E. S. Arrasta Povo é uma escola de samba do bairro de Madureira, comunidade do Cajueiro, Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. É Oriunda do Bloco Carnavalesco Arrasta Povo fundado em 31/12/1972. Depois de 35 anos de inatividade a agremiação retorna ao carnaval como escola se samba.

 

Carnaval 2018

Grupo: Série E

Ordem de Desfile: 14ª Escola a desfilar no Sábado, dia 17/02/2018, na Estrada Intendente Magalhães, Campinho/RJ

Enredo: “MÃOS. AS MESMAS QUE CORRIGEM, DÃO AMOR”

17760715_1280186428769221_200702177_n

Logo: Divulgada

Sinopse: Divulgada

https://sambanaintendente.blog/2017/05/24/exclusivo-confira-a-sinopse-do-arrasta-povo/

Carnavalesco: George Giordano “Gheorge Vierrah”

Diretores de Carnaval: Daniel Thompson, Léo Castro e Luciana Brasil

Diretores de Harmonia: Daniel Thompson, Léo Castro e Luciana Brasil

1º Casal de MS e PB: Caio Araújo e Millena Brasil

2º Casal de MS e PB:

Coreógrafo da Comissão de Frente:

Coordenador da Ala de Passistas:

Diretora da Ala das Baianas:

Diretor da Velha Guarda:

Presidente da Ala de Compositores: Direção de Carnaval

Diretor de Bateria: Mestre Rafael França

Rainha de Bateria:

Rainha da Escola: Isabelle Galindo

Musa:

Assessoria de Imprensa: Daniel Thompson

Autores do Samba-Enredo: Paulinho Valença, Russo de Freitas, Victor Alves, Leandro Maninho, Juninho Madureira, França Júnior, Branco e Flavinho

Intérprete:

Samba-Enredo: Escolhido

Num gesto de amor / Uma lição do criador / Do troco que corrompe bacharéis

O grande tapa na democracia / “Mão leve” nos cordões e nos anéis

Leva pra delegacia / Um não ao opressor / Nas mãos que salvam vidas

Ligando agora ao professor / Eu encontro a saída

Vem “fazer a mão” pra ficar bonita / Se o DJ botar o som a “mão boba” se agita

Domingo / Vai que é tua pega essa bolas aí

A “mão da mulher amada” aproveita pra pedir

O cheiro bom tá na cozinha da sinhá / Ô batuqueiro põe o povo pra sambar

Talento e arte em cada fantasia / Riscam o chão de graça e poesia

A cigana leu no meu destino / Que os aplausos vão emocionar

De “mãos dadas” com a benção do divino / O Arrasta Povo vai passar