Coreografando na Intendente / Série de Entrevistas

Publicado por

Coreógrafos da Intendente

Nome: Léo Torres e Daniel Ferrão

Profissão: Professores

Idade: LT 32 anos e DF 35 anos

Escola do Coração: LT Tradição e DF Portela

1. Como você descobriu a dança?

LT – Desde novo eu sempre tive aptidão para a dança, mas nunca investi nessa atividade artística. Aos 18 anos comecei a fazer teatro e daí desenvolvi um pouco mais, por conta dos espetáculos que faço. Em 2016, fomos convidados para a Comissão de frente da Difícil é o Nome, nossa primeira oportunidade, onde ficamos até 2018, comecei a buscar mais e me aperfeiçoar, de acordo com os enredos das escolas que trabalhamos. De 2017 a 2019 assumimos a comissão da Acadêmicos da Abolição, escola que nos acolheu de maneira linda. Em 2018 e 2019 fizemos Acadêmicos do Engenho da Rainha.

DF – Apaixonei-me pela dança a partir das próprias comissões de frente em 1996 como algo mágico.

2. Conte-nos a sua trajetória no Carnaval?

LT – Eu comecei a desfilar em 2003 pela Tradição. Estava em um ensaio de rua e o presidente, da época, Nesio Nascimento convidou eu e uns amigos para integrar uma ala e daí não parei mais. Foram 13 anos de Tradição. Em 2009 conheci a Unidos da Tijuca e me apaixonei por seus trabalhos coreográficos e teatrais, onde desfilei até 2017. E em 2016, comecei a coreografara comissões ao lado do meu amigo/irmão, Daniel Ferrão.

DF – Comecei a desfilar na Beija-Flor em Ala de comunidade de 2003-2005, depois virei ritmista na São Clemente e Império Serrano, até que minha função como diretor de teatro nos levou para o ramo das comissões de frente.

3. Como surgiu este amor pela comissão de frente?

LT – Eu sempre fui apaixonado por trabalhos artísticos no geral, e encaro as comissões de frente como um grande espetáculo cênico, o que me encanta.

DF – Ah, pela incrível comissão de frente da Mocidade em 1996, quando ainda era criança e depois pelos belos trabalhos de Fábio de Mello na Imperatriz.

4. Quem é o teu ídolo na função de coreógrafo da comissão de frente?

LT – Não tem como não citar o casal Priscila e Rodrigo, que revolucionaram o quesito, a partir da comissão É Segredo, da Unidos da Tijuca.

DF – Fábio de Melo. Pra mim foi o cara que descobriu o espaço cênico na Sapucaí abrindo desfiles.

5. Uma Comissão de frente inesquecível.

LT – A comissão de frente da Unidos da Tijuca, 2010, por revolucionar o quesito e a comissão da Paraíso do Tuiuti, 2018, por trazer de volta a essência do papel das comissões de frente.

DF – Imperatriz 1997.

6. As comissões de frente perderam a sua função primordial que é apresentar a escola? Você prefere a comissão tradicional ou a moderna?

LT – Eu gosto do mix entre o tradicional e o moderno. Acredito que as comissões perderam um pouco do seu papel quando parecer ser um grande espetáculo, a parte do desfile. A comissão deve fazer parte do todo.

DF – Acredito que devemos ponderar a tradição de apresentar a agremiação, mas aderir à vanguarda do segredo e interação com o espectador.

7. Você pretende coreografar mais escolas em 2020?

LT – Com certeza. Na Sapucaí a equipe Léo e Ferrão continua na Unidos da Ponte e na Intendente Magalhães ainda estamos em processo de negociações, mas estaremos lá, se Deus quiser.

DF – Por enquanto, Unidos da Ponte.

8. Quem integra a sua Comissão e quando começarão os ensaios?

LT – Nossa equipe é formada por atores e bailarinos. Em 2019, pelo oportunidade de estar na Sapucaí, a equipe cresceu e hoje somos quase 20 pessoas trabalhando. São pessoas unidas em prol da arte, da dança e do teatro. Daiana Pereira, Daniela Caldeira, Mayara Tenório, Bárbara Aluyza, Roberta Passos, Priscila Lanter, Giullia Luciano, Wallace Jesus, Léo Barros, Felipe Sarau, Wanderson Cyrilo, Diogo Marques, Luccas Math, Daniel Mark, Flávio Alves, Junior Ribeiro, Dann Pereira, Ygor Rodrigues, Thaís Lorraine, Anna Beatriz, Vinícius de Alencar e Gabi Tenório, esses foram os integrantes das comissões 2019.

DF – Os citados acima.

9. Qual é o seu maior sonho?

LT – Sem dúvidas é aperfeiçoar nosso trabalho até estarmos prontos para uma comissão do Grupo Especial.

DF – Comandar uma comissão no Especial.

10. Deixe-nos uma mensagem para a galera que acompanha o Carnaval da Intendente.

LT – Primeiramente gostaria de agradecer a todo o carinho e a atenção da página com o carnaval da Intendente Magalhães. E dizer que aguardem as novidades pois o carnaval dos grupos de acesso está cada dia mais rico e criativo. Que venha 2020.

DF – Agradeço o estímulo de todos os espectadores do Carnaval da Intendente que nos impulsiona no sonho de sermos artistas do carnaval.

Muito obrigado Léo Torres e Daniel Ferrão pela participação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s